VITÓRIA SOBRE OS ESTADOS UNIDOS

Empurrado por um ginásio do Ibirapuera lotado, o Brasil venceu os Estados Unidos neste domingo por 3 sets a 0, com parciais de 25/21, 26/24 e 25/21.

O técnico Renan Dal Zotto colocou sua equipe titular em quadra para enfrentar o time americano em um jogo amistoso.

Com Bruninho, Wallace, Lucarelli, Maurício Borges, Lucão e Thiago Brendle, a seleção se impôs e o saque fez a diferença na vitória.

Nesta terça-feira (15), será a vez de Manaus receber as duas equipes para mais um amistoso às 20 horas, na Arena Amadeu Teixeira.

“Nós viemos de uma semana de competição e, mesmo assim, treinando com intensidade para manter um bom padrão de jogo.

O grupo respondeu bem, apesar de algumas falhas na defesa em alguns momentos.

Não faltou concentração na partida de hoje e todos estão de parabéns”, avaliou o capitão Bruninho.

Depois da séria de amistosos, a seleção se prepara para a Copa dos Campeões, que será disputada de 12 a 17 de setembro, no Japão, entre as seleções do Brasil, França, Itália, Irã, Estados Unidos e os donos da casa.

Para o técnico Renan, o amistoso deste domingo já foi de extrema importância nessa caminhada até a próxima competição.

“Começou hoje a nossa preparação para a Copa dos Campeões com um jogo importante, um clássico do voleibol internacional e foi uma partida bastante equilibrada, onde o Brasil soube fazer a diferença, principalmente no saque e bloqueio”, analisou.

O primeiro ponto veio no bloqueio do central Lucão para levantar a torcida logo nos segundos iniciais de jogo. Sacando muito forte, a seleção brasileira abriu uma vantagem confortável e fez 9 a 4 em uma linda bola de segunda de Bruninho.

Os Estados Unidos até tentaram reagir, mas os brasileiros não deram chances para os adversários e ampliaram a diferença no placar.

Pela ponta direita, Lucão colocou a bola no chão e o marcador indicou o Brasil seis pontos a frente: 19 a 13.

No erro de saque dos americanos, o time do Renan fechou o primeiro set com vitória.

O segundo set começou com pressão dos Estados Unidos, que fizeram os dois primeiros pontos.

Não demorou muito, e a seleção logo voltou a desequilibrar a partida.

Com o bloqueio afiado, conseguiu virar o placar e deixar a diferença em três pontos: 6 a 3.

Os adversários acordaram na metade da parcial e arrancaram um empate em 11 a 11, obrigando o técnico Renan Dal Zotto a parar o jogo.

O erro de saque dos americanos persistiu, salvou o Brasil em momentos decisivos e deixou a seleção na frente de novo.

O treinador brasileiro decidiu variar o time e colocou Douglas e Renan para jogar no fim do segundo set.

Com os garotos em quadra, o Brasil encerrou a parcial por 26 a 24.

Maurício Borges sacou muito bem e marcou o primeiro ponto do Brasil no terceiro set.

Com o jogo mais equilibrado, a bola caía nos dois lados da quadra e nenhum dos times conseguiu descolar no placar.

O contra-ataque do time brasileiro funcionava, mas os americanos respondiam com a mesma intensidade.

Em um belo ataque de Maurício Souza, o Brasil abriu uma pequena vantagem de dois pontos: 12 a 10.

Lucarelli, que até então estava sumido na partida, mandou um lindo saque indefensável e levantou a torcida brasileira.

Daí para frente a seleção descolou de vez e administrou a vitória sobre os Estados Unidos fechando o set em 25 a 21.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *