VITÓRIA DE HAMILTON

Com uma grande desvantagem o piloto inglês fez a parte no GP dos Estados Unidos.

Largando na pole position administrou a corrida de forma tranquila, e não foi ameaçado em nenhum momento.

Venceu a sétima no ano de 2016, e a quinquagésima vitória na carreira.

E deixou em aberto a disputa pelo título de pilotos da temporada.

Nico Rosberg após ser ultrapassado por Daniel Ricciardo (RBR) na largada, recuperou o segundo lugar ao fazer um pit stop.

Durante a entrada na pista do safety car pelo abandono de Max Verstappen (RBR) e completou a dobradinha da Mercedes.

A diferença caiu de 33 para 26 (331 a 326).

Mas, a segunda colocação o deixou em condições de ser campeão de forma antecipada já na semana que vem no GP do México.

Para isso, ele precisa vencer a próxima corrida e torcer para que Hamilton não pontue.

A corrida nos Circuito das Américas foi morna, coube a Fernando Alonso roubar a cena.

Beneficiado pelos abandonos de Max Verstappen (câmbio) e Kimi Raikkonen (roda mal fixada), o espanhol encontrava-se em sétimo nas voltas finais, quando deu um “chega pra lá” polêmico em Felipe Massa (Williams), deu o bote em Carlos Sainz Jr. (STR) e abocanhou um expressivo quinto lugar com a McLaren.

O brasileiro vinha fazendo grande exibição, mas teve um pneu furado com o toque de Alonso, precisou fazer um pit stop extra e terminou em sétimo (a direção de prova investigou o caso, mas não aplicou punição a Alonso).

Companheiro de Massa, Valtteri Bottas também furou um pneu, mas na largada, e chegou apenas em décima sexta, atrás do outro brasuca, Felipe Nasr, da Sauber.

A próxima etapa será domingo (30), às 17 horas no GP do México.

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *