Vettel vence GP de Cingapura e supera marca de Ayrton Senna; Hamilton abandona a corrida

Charmosa por ser uma corrida noturna e diferente por ser um circuito de rua, o GP de Cingapura pecou por não ter muitas disputas por posições e grandes ultrapassagens, que é uma das emoções da Fórmula 1 e que, por exemplo, aconteceu há duas semanas atrás no GP de Monza, mesmo com a vitória de ponta a ponta do inglês Lewis Hamilton.

O líder do campeonato, aliás, teve um final de semana para se esquecer. Ele chegou com a expectativa de igualar duas marcas de Ayrton Senna, seu grande ídolo: o recorde de oito poles seguidas e as 41 vitórias. Porém, no sábado já não conseguiu o primeiro objetivo, pois Hamilton só conquistou a quinta posição no grid. E, neste domingo, o inglês abandonou a prova, fato que não acontecia desde o GP da Bélgica do ano passado. O motivo do abandono foi por problemas no carro. Por conta disso, o piloto não conseguiu  se distanciar na liderança do campeonato e, consequentemente, do seu companheiro de equipe, Nico Rosberg. O alemão que terminou na quarta posição, somou 211 pontos contra 252 do bicampeão mundial.

Já o outro alemão, Sebastian Vettel, venceu a corrida. Esta foi a terceira vitória do alemão no ano. Ele que largou na pole position (posição que a Ferrari não conseguia há três anos) não teve dificuldades para levar o carro a vitória.

O que poderia atrapalha-lo, foi o fato de duas vezes o Safety Car (carro de segurança) ter entrado na pista. A primeira aconteceu na 13ª volta, quando houve uma colisão entre o brasileiro Felipe Massa e o alemão Nico Hülkenberg. Massa, que posteriormente abandonou a prova, estava saindo da sua primeira parada nos boxes quando a batida aconteceu. Hülkenberg foi punido pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e vai perder três posições no grid na próxima etapa. A outra entrada do Safety Car aconteceu na 37ª volta, quando uma pessoa entrou na pista. A invasão do torcedor não trouxe problemas maiores a corrida, que após algumas voltas, foi reiniciada.

Ao vencer o GP de Cingapura, Sebastian Vettel fez história na Fórmula 1 ultrapassando o número de vitórias de Ayrton Senna (42 contra 41), deixando  Lewis Hamilton ainda mais com um domingo amargo. Com a vitória, o alemão somou 203 pontos no campeonato, entrando na briga, pelo menos, do vice campeonato.

Ao final da corrida, Sebastian e a equipe Ferrari comemoram muito, pois tiveram a certeza que o final de semana foi perfeito, já que colocaram os seus pilotos entre os três primeiros da corrida. Assim como foram nos momentos áureos de Michael Schumacher, os hinos da Alemanha (nacionalidade de Vettel) e da Itália (Ferrari) voltaram a tocar no pódio.

Completaram o pódio com Vettel, o australiano Daniel Ricciardo (RBR) e o finlandês Kimi Räikkönen. A próxima etapa da Fórmula 1 acontece na semana que vem, no circuito de Suzuka, no Japão.

About José Rodolfo Pereira

View all posts by José Rodolfo Pereira →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *