VERDÃO VENCEU E ACALMOU OS TORCEDORES

O Palmeiras conseguiu, por ora, acalmar sua torcida.

Se na chegada à Arena Palmeiras o time foi recebido com protesto por torcedores, munidos de pipoca e pamonha, a saída foi tranquila.

Graças ao bom futebol apresentado e aos inúmeros e repetitivos erros defensivos do Flamengo, que foi presa fácil em São Paulo e derrotado por 2 a 0 na tarde deste domingo (12).

Vasco e São Paulo empataram por 1 a 1, em São Januário, no Rio de Janeiro, e frustraram seus objetivos do Campeonato Brasileiro.

O time carioca, embora tenha aumentado sua invencibilidade para dez jogos, não conseguiu entrar na zona de classificação para a Libertadores.

E a equipe paulista, que agora está há cinco partidas sem perder, perdeu a oportunidade de atingir o número mágico para escapar definitivamente do risco de rebaixamento.

Tudo igual no Alfredo Jaconi.

O Grêmio saiu atrás do Vitória, mas buscou poucos minutos depois o empate, em Caxias do Sul.

O Tricolor empatou em 1 a 1 com o Leão, que ficou grande parte do segundo tempo com um jogador a menos, Fillipe Soutto foi expulso logo no começo da etapa.

Patric abriu o placar, mas Fernandinho, dois minutos depois, igualou.

A pressão dos gaúchos não surtiu efeito a partir de uma barreira montada pelos rubro-negros em frente à área.

Cada equipe teve um gol anulado ainda na etapa final.

Se alguém fosse ver o jogo entre Atlético-GO e Sport sem olhar a tabela de classificação, dificilmente diria que a equipe goiana está na lanterna da Série A e bem próxima do rebaixamento e os pernambucanos no Z-4, mas com boas chances de sair.

O que se viu em campo foi um Leão muito mais apático, abatido como se o rebaixamento fosse inevitável, contra um Dragão minimamente brigando para tentar somar o máximo de pontos possível.

E conseguiu.

Com dois gols de Diego Rosa e nenhum grande susto, o Atlético-GO venceu por 2 a 0 em casal.

Em Salvador, o jogo de Edigar Junio.

E de Robinho.

Os dois principais atacantes de Bahia e Atlético-MG marcaram duas vezes cada e garantiram o empate entre as duas equipes, em partida disputada na Arena Fonte Nova.

Concorrentes diretos a uma vaga na Libertadores 2018, os times perderam boa chance de se aproximar do G-7.

Coritiba e Ponte Preta entraram em campo para um jogo de seis pontos.

Porém, no fim, tiveram que se contentar com um ponto para cada.

Em um jogo movimentado no segundo tempo, os times ficaram no empate por 1 a 1, no estádio Couto Pereira.

Léo Gamalho, aos 19 minutos do segundo tempo, abriu o placar para a Macaca.

Dois minutos depois, aos 21 minutos do segundo tempo, Yan Sasse empatou para o Alviverde.

Com o resultado, as equipes continuam na briga para fugir da zona de rebaixamento.

Depois da derrota na última rodada para o Flamengo, o Cruzeiro se recuperou e venceu, de virada, o Fluminense por 3 a 1, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Destaque para Thiago Neves, que comandou a Raposa e ainda marcou o terceiro gol.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *