URUGUAIOS E ARGENTINOS FICARAM NO EMPATE

O Uruguai desperdiçou uma grande chance de estrear com vitória no Sul-Americano Sub-20.

De la Cruz perdeu um pênalti ao tentar dar uma cavadinha e, mesmo com um jogador a mais desde os 13 do segundo tempo, os uruguaios ficaram no 0 a 0 com a Venezuela na primeira rodada do Grupo B.

Nicolás De la Cruz teve a bola do jogo em seus pés depois de sofrer pênalti aos 13 minutos, cometido por Eduin Quero, que recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

Na cobrança, porém, o capitão uruguaio tentou uma cavadinha, e o goleiro Wuilker Fariñez conseguiu se recuperar e espalmar.

O rebote ainda foi do Uruguai, mas a bola acabou indo para fora.

Mesmo com um a mais, a Celeste não conseguiu pressionar e ainda escapou por pouco da derrota.

Aos 35 minutos, a falta cobrada para a área sobrou para Yangel Herrera, que tocou por cima do goleiro, mas Rodrigo Betancur salvou em cima da linha.

O Uruguai volta a jogar neste sábado (21), às 22h15 (de Brasília), enfrentando a Argentina.

A Venezuela folga na segunda rodada e entra em campo apenas na segunda-feira (23), na partida contra o Peru, às 20 horas (de Brasília).
A Argentina não jogou bem na sua estreia no Sul-Americano Sub-20, mas a vantagem compensou.

O Peru abriu o placar logo aos 11 do primeiro tempo, os argentinos tiveram um jogador expulso aos 39 da segunda etapa, mas conseguiu arrancar um empate aos 44 e garantiu o 1 a 1 na primeira rodada do Grupo B.

A rodada termina com dois empates, com argentinos e peruanos em primeiro por causa dos gols marcados, seguidos de Uruguai e Venezuela, que ficaram no 0 a 0.

A Bolívia ainda não fez sua estreia.

As duas equipes voltam a jogar no sábado (21), quando o Peru encara os bolivianos às 20 horas (de Brasília), e a Argentina enfrenta os uruguaios, às 22h15 (de Brasília).

A Argentina até teve mais posse de bola no primeiro tempo, mas sem conseguir ser muito perigosa, e ainda foi surpreendida logo aos 11 minutos.

Siucho recebeu pela direita, puxou para o meio, arriscou o chute de longe, e contou com um desvio na marcação para bater o goleiro Macagno e fazer 1 a 0 para o Peru.

Os argentinos voltaram com mais força para o segundo tempo e passaram a acumular chances perdidas.

Aos 9, Barco recebeu cara a cara com o goleiro, mas chutou para fora.

Martínez também chegou perto aos 28, mas a batida outra vez passou ao lado do gol.

A situação ficou mais complicada aos 39, quando Romero fez falta dura, recebeu o segundo amarelo e deixou os hermanos com um jogador a menos.

Ainda assim, a Argentina foi para cima e empatou aos 44. Mansilla deu bom passe na área para Martínez, que cortou a marcação e acertou chute forte cruzado para deixar tudo igual.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *