UNIVERSÍADE DE 2017

Lenda do beisebol de Taiwan, o ex-jogador Chen Chin-feng foi responsável pelo ponto alto da cerimônia de abertura da Universíade 2017, realizada neste sábado (19), em Taipei, no Taiwan.

Com ajuda de efeitos especiais, ele acendeu a pira olímpica com uma “tacada”.

A vigésima nona edição das Olimpíadas Universitárias reúne entre este sábado e o próximo dia 30 de agosto mais de 10 mil atletas para a disputa de 21 modalidades.

Pouco antes do início da cerimônia de abertura, houve protestos nas imediações do estádio olímpico.

Grupos contrários ao regime político de Taipei tentaram impedir a chegada de atletas e público ao local chamando a atenção para as causas pró-democracia.

Em nota oficial, a organização dos Jogos minimizou o protesto, mas admitiu que irá rever os procedimentos de segurança do evento e disse esperar que as Olimpíadas Univesitárias sejam realizadas sem incidentes.

“FISU (Federação Internacional de Esportes Univesitários) espera que a Universíade seja uma celebração pacífica do esporte, da educação e da cultura”, diz o comunicado.

Uma das maiores delegações da competição, com mais de 300 integrantes, o Brasil marcou presença na cerimônia de abertura em Taipei.

A bandeira verde e amarela estará representada em 14 das 21 modalidades, com destaque para 19 atletas que também disputaram os Jogos Olímpicos Rio 2016, como o medalhista de bronze do taekwondo, Maicon Andrade, e os nadadores Henrique Martins e Manuella Lyro.

Em sua segunda Universíade, Luiz Henrique, do badminton, disse ter ficado emocionado com a cerimônia de abertura deste sábado.

“Cada abertura é única.

Todas as vezes, eles tentam usar elementos do próprio país para fazer coisas diferentes.

Não tem como não se emocionar cada vez que você vai.

Apesar de ser o mesmo evento, é tudo totalmente novo.

Emoção única, não dá para explicar”, disse o atleta.

O Brasil já estreou nos Jogos nesta quinta-feira (18), com as equipes de futebol.

Enquanto o time feminino passeou em cima da Colômbia (17 a 0), a equipe masculina acabou sofrendo derrota por 3 a 2 para a Rússia.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *