UM HERÓI PARAGUAIO!!!

O Botafogo fez uma epopeia em Assunção, pela Terceira Fase da Taça Libertadores da América.

Depois de vencer em casa jogava pelo empate.

No primeiro tempo, não deixou o Olímpia jogar fez uma boa marcação.

Os paraguaios do Olímpia tiveram a primeira chance aos 17 minutos.

O Botafogo teve uma chance com Rodrigo Pimpao que recebeu passe de Camilo, mas chutou para fora.

No segundo tempo, o Olímpia voltou com Roque Santa Cruz como referência na área.

Teve duas oportunidades, uma aos 10 minutos e outra aos 30 minutos em cabeçadas depois de cobranças de falta.

Aos 15 minutos do segundo tempo, Helton Leite, um dos destaques do jogo até então, sentiu uma contusão na coxa e precisou dar lugar a Gatito Fernández.

O Botafogo recuou muito e deu campo para o Olímpia.

Que de tanto insistir chegou ao gol.

Aos 34 minutos do segundo tempo, Roque Santa Cruz desmontou a marcação com um toque de calcanhar, Marcelo não conseguiu tirar, bola bateu em Bogado e sobrou para Brian Montenegro, de frente para o goleiro Gatito, chutar cruzado para marcar.

Olímpia 1 a 0.

Neste momento, a decisão iria para os pênaltis.

O jogo foi até aos 50 minutos do segundo tempo.

Nas cobranças de pênaltis o herói, pareceu, o goleiro Gatito Fernández com três defesas.

O Botafogo marcou com Camilo, Rodrigo Pimpao e Victor Luis.

Já o Olímpia marcou apenas uma vez com Rodi Ferreira.

Gatito Fernández defendeu as cobranças de Richard Ortiz, Jorge Mendoza e Julián Benítez.

Classificado para a próxima fase, o Botafogo entra no Grupo 1 da Taça Libertadores da América e volta a campo no dia 14 de março, contra o Estudiantes (Argentina), no Estádio Nilton Santos.

As outras equipes deste Grupo são: Atlético Nacional de Medellín (Colômbia) e Barcelona de Guayaquil (Equador).

A festa foi muito comemorada na sede do Botafogo em General Severiano.

Final, Olímpia (Paraguai) eliminado 1 (1) Botafogo-RJ (Brasil) classificado 0 (3).

Em Capiatá, também no Paraguai, o Atlético-PR jogou com inteligência segurou o ímpeto dos paraguaios nos primeiros dez minutos.

Mas, aos 11 minutos do primeiro tempo, cobrança de escanteio, a bola encontrou Paulo André na pequena área, que escorou para Lucho González completar para o gol.

Furacão 1 a 0.

O Capiatá tentou o pressionar com bolas alçadas na área, e a defesa do Atlético afastava toda e qualquer chance de gol.

O goleiro Weverton fez pelo menos duas grandes defesas na primeira etapa que evitaram o empate.

No segundo tempo, o Capiatá voltou com uma postura mais agressiva na busca pelo empate.

Já o Atlético saia nos contra-ataques para tentar matar o jogo com o segundo gol.

A partir dos 30 minutos, o jogo ficou lá e cá.

Com chances para os paraguaios e também para os brasileiros.

Mas, a bola não entrou e o Atlético conseguiu terminar a partida com a vantagem.

O fato lamentável foi que o técnico Paulo Autuori e o jogador Carlos Alberto ficaram nervosos com alguns torcedores na saída do campo.

Questionado, Autuori disse que ocorreu uma situação de racismo, enquanto Carlos Alberto ficou procurando quem seria o agressor.

Em seguida, um pedaço de uma cadeira foi lançada, mas não atingiu ninguém.

Com o resultado, o Atlético-PR entra no Grupo 4 da Taça Libertadores da América, ao lado de Flamengo-RJ (Brasil), San Lorenzo (Argentina) e Universidad Católica (Chile).

A estreia do clube na fase de grupos será contra a equipe chilena, dia 7 de março, uma terça-feira, às 21 horas (horário de Brasília).

Final, Deportivo Capiatá (Paraguai) eliminado 0 Atlético-PR (Brasil) classificado 1.

Nesta quinta-feira (23), mais dois jogos desta fase.

Atlético Tucumán (Argentina) X Junior Barranquilla (Colômbia), às 19h15, no Estádio Monumental José Fierro, em Tucumán, na Argentina.

No primeiro jogo vitória do Junior por 1 a 0.

E The Strongest (Bolívia) X Unión Española (Chile), às 21 horas, no Estádio Hernando Siles, em La Paz, Bolívia.

No primeiro jogo empate em 1 a 1.

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *