Ué, voltou?

Fonte: Tazio

 

Esse pódio aí em cima é daquele pódio mesmo, o de 2008, da corrida com um dos finais mais impressionantes de todos os tempos. Até hoje, se eu vejo essa volta em VT eu fico torcendo pro Hamilton não passar o Glock, mas ele sempre passa. 

Depois dessa corrida, Felipe não fez mais muita coisa de relevante em um cockpit. Uma temporada de 2009 estranha, com a banheira que a Ferrari colocou pra correr, a Brawn absolutamente fantástica e a mola na cabeça. Aí chegou 2010 e com ele, Fernandito, el mauricito de las Astúrias e a volta ao posto de segundo piloto do time (evitarei, sempre que possível, a palavra scuderia). Surge no mesmo ano o célebre momento “Fernando is faster than you“. Depois desse episódio lamentável, o nosso “brasileirinho contra esse mundão todo” da vez simplesmente parecia ter se apagado, um 2011 fraquíssimo e um 2012 regular, sem vitórias.

No final de 2012, em meio a especulações de que ele seria demitido da Ferrari, Massa começa a se recuperar e consegue outro pódio no Brasil e melhora as perspetivas.

Veio 2013…

Após o treino oficial da Malásia, Massa vai largar pela segunda vez seguida na frente de Alonso. Além disso, é a primeira vez dele em uma primeira fila em 3 anos. Se nisso for somado um bom desempenho na corrida, e, vá lá, ficando na frente do Alonso, podemos cravar que ainda pode acontecer alguma coisa na carreira do Brasileiro.

Não, eu não seria maluco de afirmar, a essa hora, que a Ferrari vai nomeá-lo o reizinho de Maranello. Isso, nem fudendo. Mas, se acontecer o que parece, de a Ferrari mandar Massa embora, ele volta a ser uma grande opção para as equipes grandes, caso se abra alguma vaga. O que dá pra afirmar, é que o Massa está de volta.

, , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *