Tricolor no páreo

São Paulo vence o Athletico em Curitiba e fica a dois pontos do líder Santos.

Vitor Bueno dá a quinta vitória consecutiva ao Tricolor; Furacão para no meio da tabela.

O São Paulo entrou de vez na briga pela liderança do Campeonato Brasileiro ao vencer o Athletico por 1 a 0, nesta quarta-feira (21), na Arena da Baixada, em partida atrasada da décima terceira rodada.

Vitor Bueno, aos 39 minutos do primeiro tempo, marcou o gol que fez o Tricolor entrar no G-4 e encostar no Santos, primeiro colocado.

Com a quinta vitória consecutiva (soma ainda um empate após a Copa América), o São Paulo chega ao quarto lugar, com 30 pontos, somente dois abaixo dos santistas.

O Tricolor tem a mesma pontuação de Flamengo e Palmeiras, segundo e terceiro, respectivamente, mas está abaixo na classificação nos critérios de desempate.

Em meio às semifinais da Copa do Brasil, o Athletico perde a oportunidade de se aproximar do G-4 do Brasileirão.

O Furacão permanece em oitavo lugar, com 22 pontos, oito atrás do grupo dos quatro melhores da competição.

Athletico e São Paulo correram muito, exageraram na vontade em algumas divididas, mas tiveram atuações pouco produtivas no ataque.

O Furacão começou apertando e chegou a assustar em chute na área de Cirino que desviou em Arboleda.

E foi só.

Os erros de passes na frente atrapalharam a construção ofensiva.

Com Daniel Alves bem marcado, o Tricolor também não empolgou, mas conseguiu chegar ao gol aos 39 minutos do primeiro tempo, em seu único lance perigoso. Igor Vinícius roubou a bola na defesa e armou o contra-ataque.

Liziero dominou pela esquerda e cruzou rasteiro para Vitor Bueno marcar.

Tiago Nunes colocou o centroavante Marco Ruben no lugar de Rony no intervalo, mas o Furacão continuou com problemas na criação.

Bem posicionado atrás, o São Paulo deu poucos espaços e passou a levar perigo nos contra-ataques.

Nunes aumentou o poder ofensivo com Vitinho e Tomás Andrade.

O Athletico continuou trocando passes em frente à área são-paulina, porém, sem qualquer poder de infiltração.

Só aos 42 minutos do segundo tempo, Marco Ruben tentou de bicicleta e assustou Volpi. Reinaldo também desperdiçou uma chance no fim.

Aos 48 minutos do segudno tempo, na última oportunidade, Pedro Henrique finalizou quase na pequena área, a bola desviou em Tchê Tchê e saiu.

O São Paulo foi para a parada pela Copa América bem distante dos primeiros lugares.

Após o empate por 1 a 1 com o Atlético-MG, o Tricolor era apenas o décimo colocado, com 14 pontos, 11 atrás do então líder Palmeiras.

Com cinco vitórias e um empate desde o reinício do Brasileirão, o time de Cuca somou 16 pontos e passou a sonhar com a ponta da classificação.

“O São Paulo pediu pelo amor de Deus para terminar o jogo. Isso é respeito, o respeito que o Athletico adquiriu com o passar do tempo”, afirmou Tiago Nunes em entrevista coletiva após o jogo.

O Athletico enfrenta o Grêmio, sábado (24), às 17 horas (horário de Brasília), em Porto Alegre, pelo Campeonato Brasileiro.

O São Paulo visita o Vasco, domingo (25), às 16 horas (horário de Brasília), em São Januário.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *