TIMÃO NA LIDERANÇA

No Majestoso, o Corinthians pressionou desde o início da partida e garantiu a vitória por 3 a 2 diante do São Paulo, na Arena Corinthians.

O primeiro gol saiu logo aos seis minutos de jogo.

Após ótimo passe de Marquinhos Gabriel, Romero aproveitou falha da defesa tricolor e marcou para o Timão.

O São Paulo empatou aos 17 minutos do primeiro tempo.

Júnior Tavares cobrou falta, e Gilberto subiu mais alto: 1 a 1.

Ainda no primeiro tempo, Jô arrancou e viu Renan defender sua finalização.

Mas, na sobra, Gabriel apareceu de frente para o gol para colocar o Corinthians de novo na frente.

Na etapa complementar, Jô foi derrubado por Douglas, e Jadson cobrou.

O meia bateu no centro do gol e viu a bola tocar no travessão antes de entrar.

Quase no final, Wellington Nem aproveitou bate-rebate na área e descontou para os tricolores: 3 a 2.

Com o resultado, o Timão agora tem 16 pontos e se isolou na liderança da Série A.

O São Paulo, com nove, está na oitava posição.

Em mais uma rodada do Campeonato Brasileiro, a manhã de domingo (11) nos proporcionou um belo jogo de futebol.

Neste 11 de junho, Botafogo e Coritiba se enfrentaram no Nilton Santos e, em uma partida equilibrada, empataram em 2 a 2.

O resultado impediu o Coxa de assumir a liderança, mas o fez subir para o segundo lugar, com 13 pontos e cinco gols de saldo.

O Alvinegro, com oito pontos, segue na nona posição.

O Coritiba entrou em campo disposto a conquistar os três pontos para tentar terminar a rodada na liderança.

A primeira chance foi do time paranaense, que chegou bem com cabeçada de William Matheus.

Na sequência, aos seis minutos, Carli deu entrada dura em Rildo e, na cobrança de pênalti, Kleber bateu no canto direito do goleiro Gatito Fernández para abrir o placar para o Coxa.

Em desvantagem, o Botafogo passou a pressionar e conseguiu o empate aos 22 minutos do primeiro tempo.

Após jogada iniciada por Pimpão, João Paulo cabeceou cruzado para a área, e Roger não desperdiçou: 1 a 1.

No segundo tempo, jogadas parecidas para os gols dos dois times.

Aos 9 minutos do segundo tempo, Carli novamente cometeu pênalti em Rildo.

Dessa vez Henrique Almeida foi para a cobrança e chutou no canto esquerdo de Gatito.

Aos 20 minutos do segundo tempo, o Botafogo voltou a deixar tudo igual no Nilton Santos.

Após bola levantada na área, Carli matou a jogada: 2 a 2.

Na noite deste domingo (12), mais dois jogos foram realizados pela sexta rodada do Brasileirão. No Mineirão, o Cruzeiro voltou a vencer na competição após duas rodadas: bateu o Atlético-GO por 2 a 0. Pelo mesmo placar, o Santos derrotou o Atlético-PR na Arena da Baixada.

Jogando em casa, o Cruzeiro iniciou o jogo e viu o Atlético-GO dar trabalho com um forte sistema defensivo.

Sem conseguir furar o bloqueio goiano, a Raposa só abriu o placar aos 16 minutos do segundo tempo. Alisson tocou para Ábila, que se esticou todo para se livrar da marcação e colocar o time mineiro na frente.

Aos 33 minutos do segundo tempo, Alisson foi derrubado por André Castro dentro da área: pênalti.

Ábila cobrou no canto direito do goleiro Felipe e liquidou a fatura: 2 a 0.

Com a vitória o que não acontecia há duas rodadas, o Cruzeiro voltou ao G-6: é o sexto colocado, com dez pontos.

O Atlético-GO, com três, está na décimo nono posição.

Ainda sob o comando do técnico interino Elano, o Santos visitou o Atlético-PR e venceu por 2 a 0.

O primeiro gol saiu aos 26 minutos do primeiro tempo.

Após ótimo contra-ataque, Bruno Henrique tocou para Thiago Maia dentro da área, que achou Kayke livre para ganhar do goleiro paranaense e marcar.

O Furacão passou a pressionar e chegou perto de empatar com finalizações de Sidcley e Nikão, mas viu o Peixe ampliar aos 35 minutos do primeiro tempo.

Novamente após contra-ataque, Kayke recebeu de Bruno Henrique e marcou o segundo dele e do time santista na partida.

Apesar de seguir pressionando até o final, o Furacão não reverteu a desvantagem.

Com nove pontos, o Santos subiu para a décima posição na tabela da Série A, enquanto o Atlético-PR, com dois, está na lanterna.

A partida no Moisés Lucarelli também foi de muitos gols.

Jogando em casa, a Ponte Preta se impôs e garantiu a vitória por 3 a 2 sobre a Chapecoense.

Renato Cajá, aos 15 minutos do primeiro tempo, abriu o placar para a Ponte.

Dez minutos depois foi a vez de Lucca deixar o dele após lançamento de Sheik.

Na volta do intervalo, aos 15 minutos do segundo tempo, Lucca cobrou falta fechada e, na sobra, Naldo marcou o terceiro da Macaca.

A Chapecoense não se abalou e buscou o jogo até os minutos finais, marcando gols com Osman e Rossi.

No entanto, não evitou a derrota para o time da casa.

Com a vitória, a Ponte Preta subiu para o quinto lugar, com dez pontos.

A Chapecoense, com a mesma pontuação, é a quarta colocada.

No Barradão, o Vitória também fez o dever de casa e garantiu o triunfo por 2 a 0 diante do Atlético-MG, o primeiro no Brasileirão desse ano.

O primeiro gol foi de pênalti, cobrado por Kieza no canto direito do goleiro Victor.

Depois, no segundo tempo, Neilton recebeu na entrada da área, invadiu e finalizou com precisão.

Com o primeiro triunfo na competição, o Vitória segue na zona de rebaixamento, agora com quatro pontos, na décimo oitava posição.

O Galo, com seis, ocupa o décimo sexto lugar.

Em Florianópolis, na Ressacada, Avaí e Flamengo empataram em 1 a 1.

O gol do time da casa saiu aos dez minutos do segundo tempo.

Romulo recebeu na frente e tocou com categoria na saída do goleiro Thiago.

Cinco minutos depois, Leandro Damião aproveitou sobra na área e marcou um belo gol de bicicleta para deixar tudo igual no jogo.

Com sete pontos, o Flamengo ocupa o décimo quarto lugar, enquanto o Avaí, com cinco, está na décima sétima posição.

Nesta segunda-feira (12), completam a rodada Grêmio-RS X Bahia-BA, às 20 horas, na Arena do Grêmio em Porto Alegre.

Reportagem: Cbf.com.br

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *