TIMÃO ERGUEU A TAÇA

A trigésima sétima rodada do Campeonato Brasileiro foi marcada pela festa do campeão Corinthians-SP, que recebeu o troféu da competição após o duelo com o Atlético-MG.

Nos outros cinco confrontos iniciados às 17 horas ( horário de Brasília), o Vasco-RJ bateu o Cruzeiro-MG por 1 a 0, o Avaí-SC derrotou o Atlético-PR pelo mesmo placar, o São Paulo-SP fez 2 a 1 na Coritiba-PR, o Vitória-BA venceu a Ponte Preta-SP por 3 a 2 e Grêmio-RS e Atlético-GO ficaram no 1 a 1.

Na Arena Corinthians, em São Paulo, Otero cobrou falta com perfeição aos 28 minutos do primeiro tempo e deixou o Galo na frente.

Timão queria a festa completa e saiu em busca do empate.

Na marca de 35 minutos do primeiro tempo, veio a igual.

E também através da bola parada.

Jadson cobrou falta lateral do gol na direção do gol, a bola não bateu em ninguém e morreu no fundo da rede.

Na etapa final, o time do Parque São Jorge virou o placar.

Aos 12 minutos do segundo tempo, Marquinhos Gabriel recebeu na direita, cortou para dentro e acertou um lindo chute no ângulo de Victor.

Sete minutos mais tarde, aos 19 minutos do segundo tempo, Otero cobrou escanteio e Fred cabeceou no canto direito para decretar o empate.

O campeão Corinthians foi a 72 pontos com o resultado e só melhorou a incrível marca que atingiu na competição.

O Atlético-MG chegou a 51 pontos e caiu para o nono lugar.

No Mineirão, em Belo Horizonte, a rede balançou apenas uma vez, mas foi o suficiente para deixar o Vasco cada vez mais vivo na disputa por uma vaga na Libertadores do próximo ano.

Nenê cobrou escanteio na área e o zagueiro Paulão tocou de cabeça para superar o goleiro Rafael.

Na sequência do jogo, praticamente só o Cruzeiro atacou, mas o goleiro Martin Silva, em grande dia, garantiu o triunfo cruzmaltino fora de casa.

O Gigante da Colina alcançou 53 pontos e subiu para o sétimo lugar.

A Raposa tem 56 e está na quinta colocação.

Na Ressacada, em Florianópolis, a rede também só balançou uma vez e teve caráter importantíssimo na luta contra o rebaixamento.

Aos 15 minutos do primeiro tempo, Pedro Castro apareceu no ataque pela esquerda e rolou para Maicon.

O lateral acertou um lindo chute, no ângulo, e garantiu o triunfo do Avaí.

Na etapa final, aos 16 minutos do segundo tempo, o Atlético-PR teve grande chance para empatar, em cobrança de pênalti.

Fabrício, no entanto, cobrou por cima da meta.

O Leão catarinense respirou com a vitória, chegando a 42 pontos, no décimo oitavo lugar, e agora vai para a última rodada sonhando em escapar do rebaixamento.

O Furacão segue com 48 pontos e caiu para a décima terceira colocação.

No Couto Pereira, em Curitiba, o Coritiba saiu na frente do São Paulo ainda no primeiro tempo.

Aos 42 minutos do primeiro tempo, o goleiro Wilson cobrou pênalti no canto e deixou o Coxa na frente.

Na etapa final, o Tricolor melhorou e passou a ter as melhores chances.

A pressão deu certo e o empate saiu na marca dos 22 minutos do segundo tempo.

Éder subiu mais do que a marcação na cobrança de escanteio e superou o goleiro adversário.

Quatro minutos mais tarde, aos 26 minutos do segundo tempo, o clube do Morumbi alcançou a virada com um gol contra.

Shaylon levantou a bola na área em cobrança de falta, Rodrigo Caio e Matheus Galdezani subiram juntos, a bola tocou no volante do Coritiba e entrou no gol de Wilson, dando a vitória aos paulistas.

O São Paulo foi a 49 pontos com o triunfo e subiu para o décimo primeiro lugar.

O Coritiba segue na luta contra o rebaixamento, com 43 pontos, no décimo sexto lugar.

No Moisés Lucarelli, em Campinas, a Ponte Preta recebeu o Vitória e abriu boa vantagem ainda no primeiro tempo.

Lucca abriu o placar para a Macaca logo aos 6 minutos do primeiro tempo, rolando, com chute de fora da área, e Danilo Barcelos ampliou nove minutos mais tarde, aos 15 minutos do primeiro tempo, com uma verdadeira bomba, de muito longe.

Na marca dos 19 minutos do primeiro tempo, o zagueiro Rodrigo foi expulso por agredir o meia Tréllez e o patamar do jogo mudou, com o Rubro-Negro passando a atacar mais.

A pressão deu certo na etapa final.

Aos 12 minutos do segundo tempo, Danilinho desviou para a pequena área após cobrança de escanteio e André Lima tocou de cabeça para descontar.

No minuto seguinte, aos 13 minutos do segundo tempo, Tréllez arriscou da entrada da área, a bola desviou em Luan Peres e matou o goleiro Aranha, deixando tudo igual.

Tréllez estava em dia inspirando e, na marca dos 36 minutos do segundo tempo, puxou contra-ataque, tabelou com Danilinho e garantiu o triunfo baiano.

O Vitória foi a 43 pontos e subiu para o décimo quinto lugar.

A Ponte Ponte segue com 39 pontos, na décima nona colocação, e vai disputar a Série B do Campeonato Brasileiro na próxima temporada.

Na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, o Atlético-GO surpreendeu o Tricolor e saiu na frente do placar.

Aos 24 minutos do segundo tempo, Andrigo tabelou com Diego Rosa, invadiu a área adversária e tocou no cantinho para balançar a rede.

O Imortal não queria a derrota na despedida do seu estádio no ano.

Dois minutos mais tarde, aos 26 minutos do Rafael Thyere cabeceou no travessão após cobrança de escanteio, o rebote ficou com Lucas Poletto e ele deixou tudo igual.

O Grêmio foi a 62 pontos com o resultado e segue na segunda colocação.

O Dragão foi a 35 pontos e continua na vigésima colocação.

Duas partidas iniciadas no horário das 19 horas (horário de Brasília) encerraram o domingo (26) de futebol pelo país.

O Santos-SP encarou o Flamengo-RJ fora de casa e venceu por 2 a 1, de virada.

No outro duelo da noite, mais um visitante se deu bem.

Com gol de Wellington Paulista, a Chapecoense-SC derrotou o Bahia-BA por 1 a 0.

No Estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro, o Flamengo-RJ saiu na frente do Santos-SP logo no início da partida, aos 6 minutos do primeiro tempo.

Rafael Vaz tentou a finalização no alto e a bola rebateu na defesa do Alvinegro.

Lucas Paquetá ficou com a sobra e abriu o placar de cabeça.

As circunstâncias indicavam que o time da Gávea teria uma boa noite.

O Rubro-Negro atacava e mandava na partida.

Na marca dos 10 minutos do primeiro tempo, entanto, o goleiro Muralha tentou driblar Ricardo Oliveira, o atacante roubou a bola e serviu para Bruno Henrique empurrar para o gol vazio.

A pressão do Flamengo continuou e, na etapa final, o time continuou no ataque, mas sem levar grande perigo ao gol de Vanderlei.

Na marca dos 28 minutos do segundo tempo, na segunda finalização que teve no confronto, o Peixe virou o placar.

Arthur Gomes, na primeira participação que teve no jogo, finalizou de esquerda e o arqueiro do time carioca não conseguiu fazer a defesa. Triunfo do clube praiano.

O Santos alcançou 62 pontos com a vitória e subiu para a terceira colocação do Campeonato Brasileiro, garantindo a vaga direta na fase de grupos da Libertadores do ano que vem.

O Flamengo tem 53 pontos e ocupa o sexto lugar.

Na Fonte Nova, em Salvador, a rede balançou somente uma vez para Bahia e Chapecoense.

Aos 44 minutos do primeiro tempo, a defesa do Tricolor de Aço bobeou, Canteros aproveitou para dominar e cruzar rasteiro.

Wellington Paulista entrou como uma flecha na pequena área e balançou a rede.

Na etapa final, o time da casa teve boas chances para empatar, quase sempre passando pelos pés de Edigar Junio, mas a trave e o goleiro Jandrei garantiram o triunfo do Verdão do Oeste.

A Chapecoense foi a 51 pontos com a vitória, subiu para o nono lugar e vai para a última rodada com chances de classificação para a Libertadores do próximo ano.

O Bahia tem 49 pontos e caiu para a décima primeiro posição na tabela de classificação do Brasileiro.

Reportagem: CBF.com.br

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *