TIMÃO DOMINOU A SELEÇÃO DO BRASILEIRÃO 2017

Noite de festa na CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Nesta segunda-feira (4) foram conhecidos os jogadores que integram a seleção do Campeonato Brasileiro de 2017.

A seleção escolhida por jornalistas e profissionais do futebol foi: Vanderlei (Santos); Fagner (Corinthians), Balbuena (Corinthians), Geromel (Grêmio) e Guilherme Arana (Corinthians); Bruno Silva (Botafogo), Arthur (Grêmio), Hernanes (São Paulo) e Thiago Neves (Cruzeiro); Henrique Dourado (Fluminense) e Jô (Corinthians).

O prêmio de melhor técnico ficou com Fábio Carille (Corinthians).

Bastante elogiado pelos torcedores (inclusive de outros times) e um dos maiores questionamentos ao técnico Tite, Vanderlei foi considerado o melhor goleiro do Campeonato Brasileiro.

Fagner é constantemente lembrado pelo treinador da Seleção, além de ser um jogador de confiança de Tite.

Na outra lateral está outro corintiano: o jovem Guilherme Arana, que está de saída para o Sevilla-Espanha.

A dupla de zaga conta com outro defensor do campeão brasileiro: o paraguaio Balbuena e também com o gremista Pedro Geromel.

No meio de campo, nenhum dos jogadores é do Corinthians, mas todos são de times diferentes.

Arthur (Grêmio), também vencedor do prêmio de revelação e Bruno Silva, que está de saída do Botafogo, foram os volantes.

Os meias foram os veteranos Hernanes, do São Paulo, também premiado com o gol mais bonito, e Thiago Neves, do Cruzeiro.

Artilheiro é o que não falta para essa seleção.

Por isso, os dois maiores goleadores do campeonato estão presentes.

Henrique Dourado e Jô marcaram 18 vezes cada na competição e se somados teriam mais até mesmo do que o Avaí.

Os dois centroavantes também voltaram ao palco para receber o prêmio de maiores goleadores da competição.

Para comandar todas as estrelas que integram a seleção brasileira, nada mais justo que seja o campeão brasileiro, invicto por todo o primeiro turno e o escolhido como técnico revelação: Fábio Carille.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *