SPORT NA PRÓXIMA FASE

Ao fim do jogo desta quinta-feira (27), o torcedor do Sport, mais do que feliz, deve ter ficado aliviado.

Diante do Arsenal de Sarandí (Argentina), na casa do adversário, o Leão se classificou para as oitavas de final da Copa Sul-Americana no sufoco.

Chegou a estar perdendo por 2 a 0 (placar que levaria para os pênaltis).

Só se salvou perto dos 40 minutos do segundo tempo, com gol de André.

Brunetta e Contreras haviam marcado para a equipe argentina.

O placar final foi 2 a 1.

Agora, o time de Vanderlei Luxemburgo enfrenta a Ponte Preta na competição continental.

O Sport, agora, volta a se concentrar na Série A.

No domingo (30), visita o Bahia, pela décima sétima rodada da competição.

Nas oitavas de final da Sul-Americana, o adversário do Leão será a Ponte Preta mas as datas dos confrontos ainda não estão definidas.

Não se sabe se por estratégia ou mera acomodação, o Sport começou o jogo tentando controlar o adversário.

Mas disperso.

Desde o início, o Arsenal foi superior ao Leão e tomou a inciativa do jogo.

Sem tanta qualidade técnica, porém, não assustou tanto.

As principais chegadas foram em chutes de fora da área.

O gol de Brunetta, já no fim da etapa inicial, ligou o sinal de alerta no Leão.

A tendência do primeiro tempo se intensificou no segundo.

O Arsenal foi ainda mais para cima.

O Sport pareceu cada vez mais errático.

A equipe de Sarandí pressionou bastante e chegou ao segundo gol que levaria a disputa para os pênaltis.

Mas a necessidade fez o Sport acordar bem como as entradas de Rogério e Thomás.

Foi Rogério quem puxou o contra-ataque, deu o passe para Diego Souza, que serviu André.

Aos 37 minutos do segundo tempo, o Leão empatou com seu artilheiro e deu fim à agonia.

O torcedor do Independiente Medellín teve um de seus dias mais frustrantes recentemente.

Quem viu os primeiros 25 minutos do duelo com o Racing, pela segunda fase da Copa Sul-Americana, não acreditaria que a equipe seria eliminada da competição.

O Independiente Medellín abriu 2 a 0 logo no início do jogo, placar que lhe daria a vaga.

Mas se descontrolou.

Permitiu a virada dos argentinos, perdeu por 3 a 2 e ainda terminou a partida com três jogadores expulsos. A equipe de Avellaneda, que venceu o jogo de ida por 3 a 1, encara o Corinthians nas oitavas de final.

O Independiente abriu o placar logo aos cinco minutos de jogo, com o atacante Leonardo Castro, ao aproveitar cruzamento da direita.

Ele faria o segundo dos donos da casa 20 minutos depois, em lance semelhante, mas com passe da esquerda.

Em 25 minutos, os colombianos tinham o placar que era suficiente para a vaga e dominavam a partida.

No entanto, em uma rara subida do Racing ao ataque no primeiro tempo, Diego González aproveitou cruzamento da esquerda e diminuiu para os argentinos: 2 a 1.

Na segunda etapa, o time colombiano se descontrolou.

Viu Cuadra empatar a partida, de pênalti, aos 17 minutos do segundo tempo.

A partir daí, começou o festival de expulsões. Primeiro, o atacante Toloza levou o cartão vermelho direto por uma agressão em Grimi.

Depois, o zagueiro Saiz levou o segundo amarelo, aos 36 minutos do segundo tempo.

Ainda sobraria tempo para o também zagueiro Lopera deixar o jogo, ao ser expulso nos acréscimos.

Com amplo espaço em campo, Mansilla garantiu a virada para o Racing aos 46 minutos: 3 a 2.

A próxima fase da Copa Sul-Americana será disputada no intervalo de 22 de agosto a 21 de setembro.

A Conmebol ainda divulgará as datas das partidas.

Como definido no sorteio para a segunda fase, o Corinthians será mandante no jogo de ida, e o Racing mandará o duelo de volta no confronto.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *