SOCCEROOS NA COPA!!!

Se Cahill foi o herói da Austrália contra a Síria, na classificação à repescagem, outro veterano assumiu a bronca para colocar os Socceroos na Copa do Mundo de 2018.

Depois de um empate sem gols no jogo de ida, os australianos fizeram fazer o fator campo nesta quarta-feira (15) e venceram Honduras por 3 a 1, com show de Jedinák, de 33 anos.

O jogador do Aston Villa, da Inglaterra, marcou os três gols de sua seleção, um em cobrança de falta e outros dois em pênaltis, e selou a classificação para o Mundial.

Elis, já nos acréscimos, fez o de honra para os hondurenhos.

A Austrália garantiu a classificação para sua quarta Copa do Mundo consecutiva.

Depois de estarem na Alemanha, em 2006, África do Sul, em 2010, e Brasil, em 2014, os Socceroos vão jogar o Mundial da Rússia, em 2018.

Já Honduras fica fora após disputar as últimas duas edições.

Falta apenas uma vaga para fechar os 32 classificados e sai do confronto entre Peru X Nova Zelândia, que acontece às 00h15, de quarta (15) para quinta-feira (16).

Os primeiros 45 minutos não adicionaram muito mais do que Austrália e Honduras fizeram no último jogo.

Com pouca inspiração, as seleções fizeram um jogo muito truncado e de poucas chances de gol.

Enquanto os donos da casa tentavam ter a bola e buscar mais o ataque, os hondurenhos jogaram fechadinhos, de olho em um contra-ataque.

As únicas chances foram dos Socceroos, em cobrança de falta de Mooy, aos 13 minutos do primeiro tempo, e em chute de Rogic, aos 36 minutos do primeiro tempo.

O jogo seguia truncado até que Rogic foi derrubado na entrada da área, aos 8 minutos do segundo tempo.

Jedinák cobrou a falta, a bola desviou no meio do caminho e morreu no fundo do gol de Escober.

O gol da Austrália fez com que Honduras se abrisse mais e deixasse a partida mais empolgante.

No entanto, a busca do empate deixou os caribenhos mais nervosos em campo.

Aos 25 minutos do segundo tempo, Acosta tocou com o braço dentro da área e cometeu pênalti.

Jedinák cobrou no canto e ampliou.

Com o controle do jogo, os australianos ainda fizeram o terceiro em mais um pênalti, desta vez cometido por Palacios, aos 40 minutos do segundo tempo, já no desespero.

O gol de honra só veio aos 48 minutos do segundo tempo, quando Elis aproveitou bate-rebate na área e mandou para a rede.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *