Show de Ricciardo no GP da China

Uma entrada do safety car e uma reação rápida da RBR.

O choque entre Pierre Gasly e Brendon Hartley, a dupla da STR, causou o acionamento do carro de segurança.

Com isso, a equipe austríaca aproveitou a chance para trocar os pneus de seus dois pilotos.

Foi a deixa para Daniel Ricciardo brilhar e vencer neste domingo a terceira etapa da temporada 2018 da Fórmula 1, na China.

Primeiro, aproveitou o erro do companheiro Max Verstappen para ganhar a quinta posição.

Em seguida, fez belas ultrapassagens sobre Kimi Raikkonen, Lewis Hamilton, Sebastian Vettel e Valtteri Bottas para assumir a liderança.

O australiano, então, rumou tranquilo para a primeira vitória no ano, encerrando um jejum de 15 provas sem subir ao degrau mais alto do pódio, desde o GP do Azerbaijão em 2017.

Bottas foi o segundo e Raikkonen, o terceiro.

Lewis Hamilton sofreu com problemas de desempenho durante toda a corrida.

Acabou saindo no lucro com a quarta posição, beneficiado pela punição a Max Verstappen, que teve dez segundos acrescidos a seu tempo por uma tentativa desastrada de ultrapassagem sobre Sebastian Vettel, quando o alemão da Ferrari era o terceiro.

Na quadragésima terceira volta, o holandês da RBR tentou passar o líder do campeonato no hairpin após a reta oposta e acertou o meio da Ferrari de Vettel.

Os dois rodaram, mas conseguiram voltar à corrida.

Verstappen terminou em quinto, enquanto Vettel perdeu desempenho e fechou apenas em oitavo.

Aliás, o último pódio sem Vettel e Hamilton tinha sido no GP do México do ano passado.

Confira a desastrada tentativa de ultrapassagem de Max Verstappen sobre Sebastian Vettel

Dois pilotos se aproveitaram dos problemas de Vettel na fase final da corrida: Nico Hulkenberg, da Renault, e Fernando Alonso, da McLaren, que terminaram em sexto e sétimo, respectivamente.

Tanto o alemão quanto o espanhol passaram o líder do campeonato com certa facilidade.

Só que o bicampeão jogou duro e fez Vettel parar na grama.

O piloto da Ferrari reclamou demais pelo rádio.

Completaram a zona de pontuação o espanhol Carlos Sainz Jr., da Renault, em nono, e o dinamarquês Kevin Magnussen, da Haas, em décimo.

A próxima corrida da Fórmula 1 está marcada para o dia 29 de abril, em Baku, no Azerbaijão.

Apesar dos problemas, Vettel segue líder do campeonato com 54 pontos, nove à frente do rival Hamilton. Bottas é o terceiro, com 40 pontos, seguido por Ricciardo, com 37, e Raikkonen, com 30.

Ou seja: os cinco primeiros colocados do Mundial estão separados por 24 pontos, menos que a pontuação referente a uma vitória. Muito equilíbrio na temporada 2018.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *