Sem gols em Manaus

Primeiro tempo morno.

Segunda etapa sonolenta.

Na despedida do Brasileiro feminino antes de parada à Copa do Mundo da categoria, Iranduba e Foz Cataratas foram, no mínimo, “preguiçosos”, e empataram sem gols e com raras finalizações nesta sexta-feira (17), no estádio da Colina, em Manaus, pela nona rodada da competição nacional.

Os adversários agora só voltam a jogar pelo torneio no dia 10 de julho.

O empate foi ruim para ambos.

O Iranduba até ganhou duas posições e voltou provisoriamente ao G8, com 11 pontos, mas tem um jogo a mais que o Vitória, que tem 10 pontos e entra em campo neste sábado (18), contra o Corinthians.

Já o Foz Cataratas ficou com 10 pontos, em décimo primeiro lugar.

No meio da tabela, os dois brigam tanto por uma vaga na nas quartas de final quanto brigam contra o rebaixamento.

O Iranduba entrou diferente, com Brenda no lugar de Mayara.

Assim, o time ganhou em qualidade ofensiva e velocidade nos contra-ataques.

Ainda conseguiu explorar a dupla de zaga improvisada do adversário, que não pôde contar com as titulares Bruna e Gi.

O time da casa criou a primeira grande chance logo com dois minutos, mas Karla, entre três jogadas possíveis, preferiu uma que não constava na lista e chutou em cima de Jéssica.

O Verdão continuou superior, trocando passes como queria, mas faltava verticalidade.

Faltava a finalização.

O Foz, como quem não quer nada, ainda deu o primeiro chute aos 24 minutos do primeiro tempo, para fora.

No segundo, Jay fez um salseiro pela esquerda e obrigou Quezia a fazer milagre.

Dos 35 minutos do primeiro tempo, ao apito parcial, o Hulk poderia ter aberto o placar duas vezes.

Jujuba perdeu a primeira, aos 38 minutos do primeiro tempo, e Mayara a segunda chance, aos 42 minutos do primeiro tempo.

A camisa 11 chegou a driblar a goleira Jessica.

Duas mudanças no intervalo, uma para cada lado.

No Iranduba, saiu Mayara e entrou Deise.

No Foz, saiu Pamela e entrou Bea.

Mas, a verdade é que nenhuma delas surtiu o efeito esperado.

O Iranduba passou a errar passes de dois metros.

O Foz abdicou de atacar. Resultado: o jogo caiu muito de rendimento.

A primeira chance foi do Verdão, aos 16 minutos do segundo tempo.

Deise recebeu lançamento de Rincon, ganhou de Jaque na velocidade, mas finalizou fraco.

Igor ainda tentou colocar Elisa e Amanda Brunner, deixando em campo seis atacantes de origem, mas, com o meio de campo pouco criativo, a bola não chegou na frente, e nada disso funcionou.

Para piorar, Djeni levou o terceiro amarelo e terá que cumprir suspensão contra o Vitória-PE, na volta da Copa do Mundo feminina.

Os últimos minutos foram de muito nervosismo e pouco futebol.

Agora a competição será paralisada para a disputa da Copa do Mundo feminina, que vai ocorrer na França, entre os meses de junho e julho.

O Iranduba só volta a jogar no dia 10 de julho, contra o Vitória-PE, pela décima rodada, fora de casa.

O Foz entra em campo na mesma data, mas em casa, no Paraná, diante do Corinthians.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *