Segue o líder!!!

Em São Paulo, Verdão bate o Leão da Ilha por 2 a 0, alcança a sétima vitória no Campeonato Brasileiro e segue invicto na competição.

O Palmeiras continua mais líder do que nunca!

Na noite desta quinta-feira (13), no Allianz Parque, o Verdão venceu o Avaí por 2 a 0, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Os gols foram marcados por Deyverson e Bruno Henrique. Com o resultado, o Palmeiras segue na ponta da tabela, agora com 22 pontos.

Já o time de Santa Catarina permanece na lanterna da competição, com quatro pontos.

Com 63% de posse de bola e quatro finalizações, o Verdão foi dono da primeira etapa.

Mas o gol custou a sair.

Depois quase marcar com Diogo Barbosa, Zé Rafael e Edu Dracena, o Palmeiras só foi abrir o placar aos 34 minutos do primeiro tempo: Deyverson recebeu na grande área e tocou de cobertura sobre o goleiro Kunde.

O Palmeiras continuou em ritmo forte na segunda etapa.

Quase fez o segundo aos 15 minutos do segundo tempo, em cabeceio de Edu Dracena.

Mas não tardou e o Verdão ampliou a vantagem: Dudu, na ponta da área, rolou para Bruno Henrique.

O meia ajeitou com tranquilidade e bateu forte no canto de Vladimir.

Em jogo válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, Everaldo marca para a Chapecoense, enquanto Ganso faz o do Fluminense no empate em 1 a 1 entre as equipes.

Pela nona rodada do Brasileirão, Chapecoense e Fluminense empataram em 1 a 1 na noite desta quinta-feira (13), na Arena Condá.

Everaldo, ainda no primeiro tempo, abriu o placar para os donos da casa.

Na segunda etapa, Ganso fez de pênalti e decretou a igualdade.

Com o resultado, a Chapecoense entrou na zona de rebaixamento do Brasileirão, na décima sétima colocação, com 8 pontos.

O Fluminense vem logo à frente, em décimo sexto, também com 8 pontos somados.

Como um raio!

Assim a Chapecoense começou a partida diante do Fluminense.

Logo aos 2 minutos do primeiro tempo, Camilo cruzou para a área e, Everaldo, de surpresa, cabeceou para o fundo das redes, abrindo o placar da Arena Condá.

A Chapecoense recuou na segunda etapa, chamando o Tricolor para o seu campo defensivo.

E isso acabou surtindo efeito.

Aos 10 minutos do primeiro tempo, o árbitro viu toque de mão de Douglas e marcou pênalti contra o time da casa.

Na cobrança, Ganso bateu rasteiro e deixou tudo igual na Arena Condá.

O gol acordou o time da casa, que passou a pressionar bastante no decorrer da etapa final.

O Fluminense ainda ficou com um jogador a menos, quando Allan, aos 44 minutos do segundo tempo, recebeu o segundo amarelo por reclamação e foi expulso.

Mas não havia tempo para mais nada.

Tudo igual na Arena Condá.

Nesta quinta-feira (13), no Serra Dourada, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, Esmeraldino vence o Furacão por 2 a 1 e sobe na tabela de classificação.

O Goiás está subindo na Série A do Brasileirão.

Na noite desta quinta-feira (13), o Esmeraldino derrotou o Athletico-PR por 2 a 1 no Serra Dourada, válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Kayke e Leandro Barcia fizeram os gols dos donos da casa, ambos no primeiro tempo.

Rafael Vaz, no fim da etapa final, fez contra e descontou para o Furacão.

Com o resultado, o Goiás pula para a sexta posição na tabela, com 15 pontos.

O Furacão é o décimo segundo, com 10 pontos somados.

O Goiás foi rápido no gatilho.

Com apenas 5 minutos do primeiro tempo, o Esmeraldino abriu o placar: Kayke recebeu bola após rebote no campo de ataque, arriscou de longe e balançou as redes.

No detalhe: o chute do atacante do Goiás quicou no chão antes de chegar e enganou o goleiro Santos.

Depois do gol, o Furacão tentou exercer pressão sobre.

Mas, após suportar a blitz, o time da casa chegou ao segundo gol: aos 32 minutos do primeiro tempo, Daniel Guedes cobrou escanteio, Kayke desviou a bola na primeira trave e Leandro Barcia apareceu para empurrar para o gol.

Na segunda etapa, o Goiás quase fez o terceiro, aos 8 minutos do segundo tempo, com Giovanni Augusto soltando uma bomba rasteira de fora da área.

Depois, aos 27 minutos do segundo tempo, Marlone acertou a trave.

Mas quem acabou achando um gol, nos acréscimos, foi o Rubro-Negro. Rony cruzou da linha de fundo, Rafael Vaz tentou cruzar mas acabou fazendo contra.

Porém, não havia mais tempo de o Athletico-PR igualar.

Na noite desta quinta-feira (13), no Independência, mineiros e paulistas empatam em 1 a 1 e perdem posições na tabela de classificação do Brasileirão.

Na noite desta quinta-feira (13), Atlético-MG e São Paulo empataram em 1 a 1, em Belo Horizonte, pela nona rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

No Independência, Alerrandro marcou o gol do Galo, na etapa inicial.

Já no segundo tempo, Pato deixou tudo igual.

Com o resultado, ambos perderam posições na tabela.

O Atlético-MG saiu do G-4, indo para a quinta posição, com 16 pontos.

O São Paulo foi para a nona colocação, somando agora 14 pontos.

O Atlético-MG foi melhor no primeiro tempo.

Não à toa teve 72% de posse de bola.

E saiu em vantagem para o intervalo.

Quase no fim, aos 43 minutos do primeiro tempo, Igor Rabello tocou de cabeça a bola que veio de escanteio, que por sua vez bateu em Toró.

Na sobra, Alerrando dominou e bateu de pé esquerdo, no cantinho, sem chances para Tiago Volpi, que se esticou todo, mas em vão.

Em desvantagem no placar, o São Paulo voltou para o segundo tempo atacando mais.

Dominando aos poucos as ações, o Tricolor chegou ao empate.

Na marca dos 27 minutos do segundo tempo, Nenê fez ótima jogada e conseguiu belo passe para Pato, que dominou a bola e encheu o pé, sem chances para Victor.

O Galo até ensaiou uma pressão no fim, mas o 1 a 1 prevaleceu no Independência.

Pela nona rodada da Série A do Brasileirão, Cruz-Maltino bate o Vozão por 1 a 0 em São Januário, deixando a zona de rebaixamento.

O Vasco venceu a segunda seguida no Brasileirão!

Na noite desta quinta-feira (13), o Cruz-Maltino recebeu o Ceará, em São Januário, e triunfou por 1 a 0, com gol de Danilo Barcellos, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado tira a equipe carioca da zona de rebaixamento, que soma agora 9 pontos, na décima quinta colocação.

O Vozão aparece por enquanto em décimo segundo, com 10 pontos.

Apesar do zero no placar de São Januário, o Vasco dominou totalmente a etapa inicial.

O duelo não foi de oportunidades claras, mas o Cruz-Maltino praticamente não saiu do campo ofensivo, indo para o intervalo com 59% de posse de bola e cinco chutes a gol, contra nenhum chute do Vozão.

O Ceará melhorou um pouco após o intervalo.

Talvez muito por conta de o Cruz-Maltino ter começado a ceder alguns espaços.

Mas quem acabou oferecendo perigo foi o Vasco.

Na marca dos 10 minutos do segundo tempo, Marcos Júnior arriscou chute forte, obrigando Diogo Silva a fazer grande defesa.

O Ceará ameaçou dez minutos depois, aos 20 minutos do segundo tempo, em chute forte de Romário Rodrigues.

Empurrado pela torcida, o time carioca encontrou o caminho das redes.

Aos 34 minutos do segundo tempo, Valdívia cobrou escanteio, Danilo Barcelos apareceu e mandou de cabeça para o fundo do gol.

No lance seguinte, quase veio o segundo: Valdívia cobrou falta com maestria e só não fez porque Diogo Silva buscou lá no ângulo.

No fim, o gol do lateral Danilo rendeu ao Vasco o segundo triunfo no Brasileirão.

Reportagem: CBF.com.br

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *