São Paulo na final!!!

São Paulo é finalista do Brasileiro Feminino A2, após empatar com o Palmeiras.

No jogo de ida semifinal, o Tricolor venceu o Palmeiras, por 1 a 0.

Com o empate, em 1 a 1, a equipe avançou para a decisão e enfrentará o Cruzeiro, na final.

O São Paulo é finalista do Campeonato Brasileiro Feminino A2!

Neste domingo (11), no Estádio Nelo Bracalente, em Vinhedo-SP, a equipe Tricolor conquistou a classificação após empatar com o Palmeiras, em 1 a 1.

Como havia vencido o jogo de ida da semifinal, por 1 a 0, no placar agregado, as São-Paulinas avançam na competição.

Na decisão, terá pela frente o Cruzeiro, que eliminou o Grêmio na outra chave.

Com o empate, o São Paulo manteve a invencibilidade diante do Palmeiras na temporada de 2019.

No quinto duelo entre as duas equipes no ano, o Tricolor ganhou duas vezes e empatou outras três.

O domingo (11) era de muito sol e marcado pela celebração do Dia dos Pais.

No estádio, muitas famílias na arquibancada apoiando as Palestrinas.

Por determinação da justiça, os clássicos no estado de São Paulo só podem ter a presença da torcida mandante.

Embalado pelos cantos dos torcedores, o Palmeiras começou melhor o jogo.

Precisando fazer pelo menos um gol para levar a semifinal para os pênaltis, o alviverde foi atrás.

A melhor chance foi aos 8 minutos do primeiro tempo, a lateral Isabelle fez cruzamento para a área, Maressa de voleio mandou para o gol, mas Carla, goleira do São Paulo, defendeu com segurança.

Apesar da pressão das donas da casa foi do São Paulo o primeiro gol da partida.

Aos 32 minutos do primeiro tempo, Natane cobrou falta direta para o gol, a goleira Jully deu um tapa na bola, mas Cris aproveitou a sobra na área e só teve o trabalho de cabecear para o fundo das redes.

No agregado, 2 a 0 para o Tricolor.

A reação do Palmeiras foi rápida.

Dois minutos após o gol, aos 34 minutos do primeiro tempo, a atacante Carla em jogada individual foi derrubada por Andressa na área, a árbitra marcou pênalti.

Artilheira da equipe na competição, Carla tratou logo de executar a cobrança.

Com chute no canto direito, a goleira Carla, do São Paulo, chegou a tocar na bola, mas não conseguiu evitar o gol.

O São Paulo voltou para o segundo tempo mais intenso e determinado a buscar a vitória.

Aos 6 minutos do segundo tempo, a meia Ary sofreu falta na entrada da área.

Na cobrança, Natane arriscou de longe, mas não entrou após grande defesa da goleira do Palmeiras, Jully, que se esticou para espalmar a bola.

Na sequência, em cobrança de escanteio, Jully salvou mais uma vez.

De novo, Natane mandou pra dentro da área, Ottilia resvalou na bola de cabeça e a goleira fez a defesa.

A situação do alviverde ficou mais complicada quando, aos 16 minutos do segundo tempo, Thalita fez dura falta em Ary e foi expulsa, após levar o segundo amarelo.

Com uma a menos, o Palmeiras não tinha o mesmo poder de ataque, mas mesmo assim, ainda levou perigo ao gol tricolor.

Na reta final, aos 37 minutos do segundo tempo, Nicoly aproveitou sobra de bola na entrada da área e, ao finalizar, mandou no travessão.

Nos acréscimos, Carla tentou mais uma vez descontar.

Dentro da área fez lindo lance ao receber de costas para a marcação, girar e bater no meio do gol, mas a goleira Carla, do São Paulo, defendeu.

Ao final, tudo igual no placar e, com a vantagem adquirida no duelo de ida, o São Paulo se classificou para a decisão.

São Paulo e Cruzeiro farão uma final inédita no Campeonato Feminino A2.

Este é o primeiro ano de ambos os clubes na modalidade, que além do acesso à primeiro divisão em 2020, chegam a uma decisão.

Vale lembrar que Cruzeiro e Grêmio também disputarão a série A1, no próximo ano.

A Diretoria de Competições da CBF irá anunciar em breve as datas e locais das finais da competição.

Reportagem: CBF.com.br

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *