SÃO BENTO VOLTOU A LIDERAR O GRUPO B

O São Bento venceu o Botafogo por 2 a 0 na tarde deste domingo (13), no Estádio Santa Cruz, e assumiu a liderança do Grupo B, com 23 pontos.

O Tricolor, que estava invicto em casa desde o dia 15 de fevereiro, quando perdeu para a Ponte Preta no Campeonato Paulista, além de cair para a quarta colocação, fica pressionado pelo Joinville, que ainda tem o Mogi Mirim pela frente e deve somar três pontos, com 3 a 0 no placar.

O time de Sorocaba abriu o placar com Marcelo Cordeiro, de pênalti, e ampliou com Maicon Souza, no início da segunda etapa.

O Botafogo, que tem a posse de bola e a troca de passes como característica, não se encontrou em campo, irritando os torcedores no Estádio Santa Cruz.

O jogo prometia muito por envolver duas equipes em briga direta por uma vaga no G-4 do grupo B da Série C.

E cumpriu. Joinville e Tombense fizeram uma partida movimentada na tarde deste domingo (13), na Arena Joinville.

Com chances criadas de lado a lado, o time catarinense levou a melhor ao contar com uma atuação inspirada do goleiro Matheus, que pegou até pensamento, e com a pontaria calibrada de Lúcio Flávio e Grampola, que fizeram os gols da vitória por 2 a 0.

Dramático, emocionante, de tirar o fôlego.

Foi assim a partida entre Botafogo e Moto Club do começo ao fim.

As duas equipes que entraram em campo na parte de baixo da tabela e ameaçadas pelo rebaixamento, sabiam que teria que jogar tudo e mais um pouco neste domingo (13).

E foi exatamente isso que fizeram.

A partida começou de forma eletrizante e Rafael Oliveira abriu o placar para o Belo aos 5 minutos do primeiro tempo.

Três minutos depois, aos 8 minutos do primeiro tempo, Vinícius Paquetá empatou para o time maranhense.

A primeira virada veio aos 47 minutos do primeiro tempo, com Danillo Bala. Na volta do intervalo, o Botafogo veio inspirado e marcou novamente aos 5 minutos do segundo tempo, desta vez, com Roger Gaúcho.

A segunda e última virada do jogo veio aos 10 minutos do segundo tempo, com André Santos.

Aos 42 minutos do segundo tempo, ainda teve apagão no estádio, volta da partida, expulsão de Paquetá por agredir o gandula e a primeira vitória do Belo após seis derrotas consecutivas.

A torcida foi em bom número ao Castelão.

Imaginava um grande resultado do Fortaleza, mas acabou saindo decepcionada de campo.

O Fortaleza não jogou bem durante toda a partida e acabou empatando em casa, em 1 a 1.

Depois de abrir o marcador no segundo tempo, levou o empate na reta final de partida e poderia ter perdido se o árbitro não anula o gol legal do Cuiabá ainda nos primeiro 45 minutos.

No final das contas, resultado saiu até bom para o Leão e ruim para o Dourado, que poderia ter vencido.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *