Santos vence e é vice-líder

Fora de casa, Santos vence o Vitória de virada no Brasileirão Feminino.

Sereias da Vila seguem na briga pela liderança do campeonato.

O Santos segue firme na briga pela liderança do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino.

Nesta quarta-feira (10), as Sereias da Vila venceram o Vitória, por 3 a 1, de virada, fora de casa, e chegaram a 27 pontos, assim como o líder Corinthians, que leva a melhor no saldo de gols.

Os gols da partida foram marcados por Roqueline abriu o placar para o Vitória.

Porém, no segundo tempo, Gláucia empatou para as Sereias, de pênalti.

Em seguida, Ketlen virou o jogo e, nos minutos finais, Maria Dias fechou o placar.

Com o resultado, o Santos continua disputando ponto a ponto com o Corinthians pela liderança do Brasileirão Feminino.

Já o Vitória permanece com 8 pontos, no meio da tabela de classificação.

O próximo compromisso do Santos é neste sábado (13), às 15 horas (horário de Brasília), contra o Sport, na Vila Belmiro.

No mesmo dia e horário, o Vitória visita a Ponte Preta, em Campinas.

Brasileiro feminino: Vitória-PE vence Iranduba-AM, se afasta do Z4 e aumenta crise do rival.

Com a vitória, time pernambucano chegou aos 11 pontos, os mesmos do Iranduba, mas fica atrás no saldo de gols.

Times voltaram a jogar após dois meses de paralisação à Copa do Mundo.

Vitória-PE e Iranduba-AM não entravam em campo de forma oficial há quase dos meses, mas pode-se dizer que a equipe pernambucana aproveitou melhor o intervalo sem jogos.

A equipe venceu as amazonenses por 1 a 0 nesta quarta-feira (10), no estádio Barbosão, em Chã Grande, pela 10 rodada do Brasileirão feminino.

As donas da casa se recuperam na competição nacional, já que perderam por 5 a 0 para o Corinthians na última rodada, e chegaram aos mesmos 11 pontos do Hulk da Amazônia, mas levam desvantagem no saldo de gols.

O Iranduba, por outro lado, não vence há três partidas e começa a ficar mais próximo do Z4.

Na próxima rodada, o Vitória visita o Kindermann-SC, no dia 14 de julho, em Caçador.

Já o Iranduba recebe o Audax no mesmo dia, mas na Arena da Amazônia.

As equipes se respeitaram até demais nos primeiros minutos, tanto que a primeira finalização do jogo só veio aos 17 minutos do primeiro tempo, em cobrança de falta fechada de Sinara, que tentou surpreender a goleira Mila, mas não levou perigo algum.

A bola parada, inclusive, era a única jogada mais trabalhada dos times.

Assim as donas da casa chegaram com de forma mais incisiva aos 19 minutos do primeiro tempo.

Depois de escanteio ensaiado, Mayara recebeu passe rasteiro na entrada da área, mas errou por muito a finalização.

A partir dos 20 minutos do primeiro tempo, o Iranduba passou a controlar mais o jogo, mantendo posse de bola e pressionando o Vitória no campo de defesa.

Com postura mais agressiva, Elisa driblou a goleira Mila, ficou cara a cara com o gol vazio, mas carimbou o travessão.

Aos 43 minutos do primeiro tempo, Deise sentiu e pediu para sair, dando lugar a estreante Paulinha, anunciada na segunda-feira (8).

A última chance de mais perigo foi de Santo Antão, três minutos mais tarde, aos 46 minutos do primeiro tempo.

Lana bateu cruzado, Quezia fez a defesa parcial, e Victoria chegou para afastar.

O Vitória voltou num ritmo diferente na segunda etapa.

Prova disso é que não demorou muito para tirar o zero do placar.

Aos 5 minutos segundo tempo, Lana cobrou escanteio pelo lado direito, e Leandra subiu livre na altura da marca da cal para cabecear para o fundo das redes.

O Iranduba sentiu o baque e, sem criatividade no meio de campo, já que perdeu todas as peças durante paralisação, só conseguiu responder em cobrança de falta venenosa de Victoria, aos 15 minutos segundo tempo, mas Mila espalmou.

Aos 20 minutos segundo tempo, Igor Cearense fez mais uma mudança: sacou a centroavante Elisa para colocar Gisele, deslocando Paulinha para fazer a função.

Aos 27 minutos segundo tempo, o Verdão fez a última mudança: tirou Monalisa e colocou Danúbia.

Curiosamente, o Vitória quase ampliou logo em seguida.

Nadine entrou cara a cara com a goleira, justamente pelo lado direito da defesa do Verdão, mas perdeu gol incrível.

O Vitória só mexeu aos 36 minutos segundo tempo: sacou Nadine e colocou Cynthia.

Sinara ainda perdeu a última chance aos 48 minutos segundo tempo, quando isolou boa oportunidade dentro da área.

Nesta quarta-feira (10), o Corinthians conseguiu mais um resultado importante na luta pelo título do Campeonato Brasileiro feminino.

O Timão derrotou o Foz Cataratas por 1 a 0, fora de casa, no Estádio Pedro Basso em partida válida pela décima rodada da competição.

O gol foi marcado pela meia-atacante Gabi Zanotti.

O único gol da partida saiu aos 40 minutos do primeiro tempo.

Gabi Zanotti recebeu de fora da área e acertou finalização forte, sem chance de defesa para a goleira adversária.

Foi o segundo gol da jogadora do Timão no campeonato.

Com a vitória, o Corinthians permanece na liderança, com 27 pontos somados.

Até o momento, são nove vitórias e apenas uma derrota.

O Santos tem o mesmo número de pontos, porém com uma diferença de seis gols a menos no saldo.

Nesta quarta-feira (10), o Peixe derrotou o Vitória-BA por 3 a 1.

A equipe representante de Brasília na elite do futebol feminino, o Minas Icesp, venceu a Ponte Preta por 1 a 0, nesta quarta-feira (10), em casa, no Estádio Abadião.

Com a vitória, o time soma 10 pontos e se mantém na décima terceira posição na tabela.

Camila Pini, camisa 10 das Minas, marcou o gol da partida.

O próximo compromisso do Minas Icesp é contra o Flamengo, que ocupa o quarto lugar na tabela, com 23 pontos, sete vitórias, dois empates e uma derrota.

A partida válida pela décima primeira rodada será no próximo sábado (13), às 15 horas (horário de Brasília), na Gávea, Rio de Janeiro.

As Minas voltam a jogar em casa dia 21 de julho diante do Kindermann (Avaí), na décima terceira rodada.

Jogando no Estádio Junqueira Alves, em São Francisco o Conde, interior da Bahia, o Kindermann venceu a equipe da casa, São Francisco, pelo placar de 3 a 0.

Gols de Simeira (aos 2 minutos do primeiro tempo), Adailma (aos 39 minutos do primeiro tempo) e Adailma novamente (aos 38 minutos do segundo tempo).

No Estádio Ademir Cunha, em Paulista, interior de Pernambuco, a Ferroviária venceu o Sport por 2 a 0, com Nathane, aos 30 minutos do segundo tempo e Gessica, aos 33 minutos do segundo tempo.

Reportagem: Globoesporte.globo.com/Espn.com.br/Metropoles.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *