SANTA HÁ UM EMPATE DA FINAL

O Santa Cruz deu sequência ao que vem fazendo nos últimos anos: ganhando decisões na Ilha do Retiro.

Na primeira partida das semifinais da Copa do Nordeste, a equipe de Vinícius Eutrópio venceu o Sport por 2 a 1 e saiu na frente na disputa por uma vaga na final da competição.

O duelo de volta é na próxima quarta-feira (3), no Arruda, às 21h45.

No duelo de volta, em casa, o Santa tem a vantagem do empate e pode até perder 1 a 0 que se classifica.

Se o Sport vencer por por 2 a 1, leva a decisão para os pênaltis.

Qualquer vitória por um gol de diferença acima disso, dá a vaga ao Leão.

Caso vença por dois ou mais, os rubro-negros também passam para a decisão.

No primeiro tempo, as propostas de jogo ficaram bem claras.

O Sport era quem tomava a iniciativa das jogadas ofensivas e tinha a intenção de pressionar a saída de bola do Santa Cruz.

A Cobra Coral conseguiu evitar o sufoco quando tinha a bola.

Ainda assim, o Leão era mais perigoso.

As principais chances eram pelos lados do campo.

Mena conseguiu alguns avanços pela esquerda, mas a grande arma era Diego Souza pela direita.

Pelo lado tricolor, a aposta principal era no contra-ataque, fundamento em que Thomás se destacou. Foi dele a jogada para o gol de Léo Costa, que abriu o placar.

Mas a vantagem coral não durou muito. Pouco depois, Diego Souza fez jogada pela direita da grande área e foi derrubado por Tiago Costa.

Pênalti que ele mesmo converteu para igualar.

Na etapa final, as estratégias de cada time ficaram ainda mais evidentes.

A pressão do Sport aumentou, o Santa ficou ainda mais em seu campo de defesa e teve ainda menos oportunidade de contra-atacar.

Quando foi ao ataque, no entanto, foi cirúrgico.

André Luis, que entrou no segundo tempo, fez grande jogada para Pitbull virar.

Pitbull voltou a marcar e encerrou um jejum de oito jogos sem balançar as redes.

Na comemoração, deu uma provocada.

Foi comemorar com a torcida do Santa Cruz, mas imitou um cachorro comemoração que virou marca registrada em cima do escudo do Sport.

Sem poder contar com Julio Cesar por conta de uma conjuntivite, Vinícius Eutrópio acionou Jacsson.

E o goleiro foi bem, principalmente por ter feito uma grande defesa em um chuta de Juninho no primeiro tempo. Acabou tomando um cartão amarelo por fazer cera.

Após perder pênalti no duelo contra o Botafogo, pela Copa do Brasil, Diego Souza se recuperou.

Fez a jogada e converteu o pênalti que empatou a partida ainda no primeiro tempo.

Léo Costa não marcava desde o empate de 1 a 1 contra o Náutico, na estreia do Campeonato Pernambucano.

Desta vez, ele voltou a jogar bem e marcou o primeiro gol da vitória coral.

Não dá para criticar o garoto Juninho por falta de participação no jogo.

O problema foi a finalização.

O prata da casa teve três boas chances, uma delas muito clara, mas não conseguiu marcar.

Estava muito descalibrado.

O atacante André completou 11 jogos sem marcar gols pelo Sport.

São quase 900 minutos de jejum (já que foi substituído na maioria das partidas).

Contra o Santa, começou aceso, mas apagou ao longo do jogo e errou demais.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *