Remo nas semifinais

Remo goleia o Atlético Acreano e avança à semifinal da Copa Verde.

Depois de perder por 2 a 1 em Rio Branco, Leão não encontra muitas dificuldades no Baenão lotado para reverter a desvantagem.

Neto Baiano, três vezes, Wesley, duas vezes, e Ronaell marcam para o time azulino.

Jovambert diminui.

O Remo goleou o Atlético Acreano por 6 a 1, em jogo realizado na tarde deste domingo (15), no Estádio Baenão, em Belém, e garantiu uma vaga na semifinal da Copa Verde.

No jogo de ida, o Galo Carijó havia vencido por 2 a 1.

O Leão não encontrou muitas dificuldades pra reverter a desvantagem.

No primeiro tempo, dominou o confronto, fez gols com Wesley, duas vezes, e Neto Baiano e contou com alguns apagões que proporcionaram as chances da equipe acreana, como no gol de Jovambert.

Na volta do intervalo, os paraenses tiveram mais domínio e espaço para ampliar o resultado, o que aconteceu com Neto Baiano, duas vezes, e Ronaell.

Com a goleada, o Remo garantiu uma vaga na semifinal da Copa Verde e terá que espera o jogo entre Bragantino e Paysandu, quarta-feira (18), 15h30 (horário de Brasília), no Diogão, em Bragança, para saber quem irá enfrentar na sequência, 1 a 1 no confronto de ida, no Mangueirão.

Já é certo que uma equipe paraense está na final da competição.

O Atlético-AC se despede do torneio regional e da temporada após o rebaixamento na Série C do Brasileiro.

O Remo deu mostras, logo com 1 minuto do primeiro tempo, que não teria muitas dificuldades para reverter a desvantagem do confronto de ida.

Na cobrança de escanteio, a zaga acreana afastou e Wesley, da entrada da área, chutou de primeira, abrindo o placar no Baenão.

O Leão continuou na pressão e fez o segundo aos 17 minutos do primeiro tempo, quando Neto Baiano cobrou uma falta com perfeição e fez um bonito gol.

O Atlético Acreano tentou reagir em dois chutes de Geovani, mas faltou mais capricho.

Aos 41 minutos do primeiro tempo, Gustavo Ramos avançou em velocidade, cruzou rasteiro e Wesley só teve o trabalho de escorar a bola pro fundo da rede: 3 a 1.

O Galo não se entregou e diminuiu nos acréscimos.

No cruzamento à área, Jovambert conseguiu a antecipação e marcou o dele.

Time azulino foi superior, com os acreanos tendo duas ou três investidas com perigo.

Na volta do intervalo, o Remo manteve a postura de segurar o Atlético no campo de defesa e, por pouco, com Cesinha, depois de um bate-rebate, não fez mais um.

Aos 14 minutos do segundo tempo, entretanto, Igor derrubou Hélio na área.

Pênalti.

Neto Baiano cobrou e fez o quarto.

Seis minutos depois, aos 20 minutos do segundo tempo, Ronaell recebeu um passe na entrada da área e bateu forte, colocado: 5 a 1.

Neste momento do jogo, o Galo Carijó estava entregue, errava muitos passes e tinha dificuldade para chegar ao ataque.

Tocando aqui e ali, o Leão fechou o resultado aos 45 minutos do segundo tempo.

Após a defesa acreana se atrapalhar, Neto Baiano soltou uma bomba e fez o terceiro dele.

Festa no Baenão: 6 a 1.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *