Recomeça a era Dunga

dunga[

Passou a data Fifa e foi todo mundo de volta para os seus clubes. Todo mundo tentou ou manter a pegada da Copa do Mundo ou recomeçar. Foi o caso da nossa queria seleção brasileira. Trocamos o Gaúcho de Bigode pelo Gaúcho de Cabelo Arrepiado e a seleção continua com a concentração animaíssima.

Se antes o negócio era selfie do Neymar, as caras e bocas do Davi Luís, agora o Maicon resolveu atrasar um pouco, só 12 horas e teve a façanha de passar de líder do novo momento da seleção pra um exemplo do que pode acontecer pra quem jogar água pra fora da bacia.

Em campo o time melhorou muito taticamente em relação ao Gaúcho de Bigode, tanto que saíram gols de jogadas ensaiadas, coisa que não se fazia em Teresópolis. O Dunga convocou o atacante certo do Atlético-MG (não que exista isso), que fez o que um centroavante competente faz hoje em dia, se movimenta, busca o jogo, não fica com medo da bola tipo o Jô.

Continuamos precisando muito do Neymar, vamos precisar muito do moleque do cabelo esquisito. A única chance de algo melhorar nessa aspecto é o Phillipe Coutinho, o Oscar ou qualquer outro consiga chegar no patamar do Neymar, o que não é muito provável.

A boa notícia é que tem quase um ano para a Copa América e tem alguns jogos ainda pra fazer até lá. Ah, e o Brasil não perdeu nem da Colômbia e nem do Equador, não que isso seja grande coisa.

, , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *