REAL VENCEU FORA E COMPLICOU O BAYERN

Em Munique, o Bayer recebeu a equipe do Real Madrid na Alianz Arena e pressionou o time espanhol.

Os alemães quase não finalizavam ao gol de Navas.

O Real assustou na cabeçada de Benzema que o goleiro Neuer fez a defesa de ponta de dedo, a bola bateu na trave e voltou nas mãos do arqueiro.

Aos 24 minutos do primeiro tempo, Robben cobrou o escanteio e Vidal cabeceou forte, sem chances para o goleiro Navas.

Bayern de Munique 1 a 0.

O Real Madrid assustou com Cristiano Ronaldo e Kross.

Na primeira, o goleiro Neuer fez a defesa, na segunda passou perto do gol.

Aos 44 minutos do primeiro tempo, Müller tentou a jogada, a bola ficou com Ribery que fez a finta e finalizou a bola bateu no peito do jogador Carvajal, o árbitro marcou pênalti de forma incorreta.

Vidal isolou a cobrança e chutou muito longe do gol de Navas.

No início do segundo tempo, Carvajal fez o cruzamento e Cristiano Ronaldo pegou de primeira para empatar o jogo em Munique.

O Real criou algumas oportunidades com Benzema duas vezes, Cristiano Ronaldo e Bale.

Javi Martinez cometeu duas faltas seguidas e recebeu cartão vermelho.

Aos 31 minutos do segundo tempo, Asensio recebeu na entrada da área e cruzou entre os zagueiros.

Cristano Ronaldo se antecipou e tocou de sola na bola, que passou entre as pernas do goleiro Neuer.

Real 2 a 1.

Em duas oportunidades os merengues tiveram seus gols anulados, com Benzema e Sérgio Ramos, os dois bem anulados.

A vitória na Alemanha, com dois gols marcados fora de casa, deixa o Real Madrid com uma vantagem importante para o jogo de volta, no Santiago Bernabéu, na próxima terça-feira (18), às 15h45.

Os merengues jogam por um empate e podem até perder por 1 a 0 que avançam para sua sétima final consecutiva na Liga dos Campeões.

Cristiano Ronaldo passou 659 minutos sem marcar um gol na Liga dos Campeões e amargou o maior jejum de sua carreira na competição: a última vez que havia balançado as redes no torneio foi na segunda rodada da fase de grupos, no dia 27 de setembro.

Entretanto, voltou a ser decisivo para o Real em um dos jogos mais importantes da temporada, marcando dois gols e chegando a 100 em torneios europeus sendo 98 apenas na Liga dos Campeões (os outros dois foram pela Supercopa da Europa).

Final, Bayern Munique (Alemanha) 1 Real Madrid (Espanha) 2.

No Vicente Calderón, o Atlético de Madrid fez a partida de ida contra o Leicester City.

Começou melhor.

Griezmann arrancou em direção ao gol, foi derrubado por Albrighton e árbitro marcou pênalti.

Aos 27 minutos do primeiro tempo, Griezmann cobrou o pênalti de um lado, goleiro caiu para o outro.

Atlético 1 a 0.

No segundo tempo, o Atlético teve chances de aumentar o placar, mas o Leicester criou oportunidades para empatar.

O Leicester precisa de uma vitória por dois gols de diferença para conquistar a inédita classificação.

Caso também conquiste a vitória por 1 a 0, a partida terá prorrogação e até disputa de pênaltis.

Se vencer por um gol de diferença, a partir de 2 a 1 em diante, o time inglês será eliminado porque gol fora de casa é critério para desempate.

Final, Atlético de Madrid (Espanha) 1 Leicester City (Inglaterra) 0.

Em Dortmund, Borussia e Mônaco que chegaram a esta fase de quartas de final apostaram na base.

O Mônaco poderia ter aberto o placar aos 15 minutos do primeiro tempo, Mbappé foi lançado por trás da defesa, ganhou na corrida de Sokratis e foi puxado dentro da área.

O árbitro não hesitou e assinalou o pênalti.

Fabinho cobrou o pênalti para fora do gol defendido Bürki.

No lance seguinte, aos 18 minutos do primeiro tempo, Bernardo Silva começou a jogada tocou em Lemar pelo lado esquerdo e fez o cruzamento para Mbappé desviar de joelho para o gol.

O atacante esta em posição ilegal, mas a arbitragem confirmou o gol.

Mônaco 1 a 0.

Aos 34 minutos do primeiro tempo, Raggi fez o cruzamento.

Falcao ia ajeitando o corpo para finalizar na segunda trave, mas Bender cabeceou contra o próprio gol, marcando contra.

Sem chances para o goleiro Bürki.

Mônaco 2 a 0.

No segundo tempo, o Borussia voltou marcando no campo de ataque.

E aos 12 minutos do segundo tempo, Sahin recebeu pelo lado esquerdo levantou na área.

Aubameyang, de costas, tentou a finalização de calcanhar, mas acabou dando uma assistência para Kagawa.

O meia tirou do goleiro Subasic, e Dembélé, com o gol aberto, empurrou para o fundo das redes.

Borussia descontou em 2 a 1.

Aos 33 minutos do segundo tempo, Piszczek deu um passe curto demais e entregou de presente para Mbappé, que saiu cara a cara com o goleiro Bürki e chutou colocado com categoria no canto.

Mônaco 3 a 1.

Aos 38 minutos do segundo tempo, cruzamento para a área, Kagawa adiantou a marcação, fez o domínio, deu um corte em Jemerson e chutou de perna esquerda para diminuir para o Dortmund.

O Borussia Dortmund teve 64% de posse de bola, finalizou 11 vezes (contra seis) e acertou quase o triplo de passes (640 contra 282), mas só chegou aos dois gols na base da pressão, justamente quando deixou um pouco de lado a organização.

A maioria das jogadas consistia em levantamentos na área que eram quase sempre cortados pela defesa do Mônaco.

Em suma: o time alemão jogou mal.

Muitas homenagens ao Borussia, e principalmente a Bartra marcaram a partida desta quarta-feira (12).

Os jogadores do próprio time alemão aqueceram com uma camisa desejando força ao zagueiro que precisou passar por uma cirurgia na mão depois que três bombas atingiram o ônibus da delegação na terça-feira (11), fazendo com que o jogo fosse adiado.

A torcida do Mônaco aplaudiu a entrada dos jogadores adversários em campo num gesto de solidariedade, e o estádio inteiro cantou “You Will Never Walk Alone” antes de rolar a bola.

O jogo de volta será quarta-feira (19), às 15h45, no Estádio Louis II, em Mônaco, e o time do técnico Leonardo Jardim pode empatar e até perder por um gol de diferença.

Final, Borussia Dortmund (Alemanha) 2 Mônaco (França) 3.

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *