REAL MAIS UMA VEZ

No Vicente Calderón, o Atlético Madrid venceu o confronto contra o Real Madrid por 2 a 1, mas o Real ficou com a vaga e enfrentará a Juve na final da Liga dos Campeões da Europa temporada de 2016/2017.

Início avassalador do Atlético de Madrid que quase abriu o placar, aos 3 minutos com boa jogada de Carrasco que passou por Marcelo e cruzou, Koke finalizou e o goleiro Navas espalmou.

O Real assustou com a cabeçada de Casemiro que obrigou o goleiro Oblak a fazer grande defesa.

Aos 11 minutos do primeiro tempo, Koke cobrou o escanteio e Saúl Ñíguez na primeira trave cabeceou, sem chances para o goleiro Navas que ainda tocou na bola, mas não evitou o primeiro gol.

Atlético 1 a 0.

O Atlético continuou na pressão.

Fernando Torres recebeu na área e foi derrubado por Varane, o árbitro marcou pênalti.

Griezmann cobrou muito mal, o goleiro Navas tocou na bola e mais uma vez não evitou o segundo gol do Atlético.

Em 15 minutos abriu 2 a 0.

Na cobrança de pênalti, o jogador Griezmann escorregou e a bola tocou no seu pé.

Foi uma jogada de dois toques de um mesmo jogador na cobrança de pênalti.

Isto é irregular, de acordo com a regra.

O Real foi mais para o ataque e com maior posse de bola tinha muitas dificuldades em criar as jogadas.

Enquanto o Atlético não diminuiu o ritmo e quase ampliou a vantagem.

Em grande jogada de Benzema que passou pela marcação de três jogadores do Atlético.

Rolou para Kross chutar forte, o goleiro Oblak fez a defesa e Isco completou para o gol.

O Real descontou, aos 41 minutos do primeiro tempo.

No segundo tempo, o Real Madrid com menos pressão controlou mais a partida e criou algumas oportunidades pelas laterais com Marcelo e Isco.

Benzema e Modric dominavam o meio-campo.

O Atlético não teve o mesmo ímpeto da primeira etapa.

No lançamento, Danilo errou, Carrasco ganhou a disputa, passou por Varane e chutou, mas o goleiro Navas espalmou.

Na sobra, Gameiro chegou cabeceando, mas a bola bateu na cabeça do goleiro, que deu um tapa na bola e mandou para escanteio.

O Real quase empatou, mas a arbitragem marcou impedimento de forma correta.

Modric chutou e Cristiano Ronaldo um pouco na frente, deu um pequeno desvio.

Mas, não valeu.

O Atlético lutou até o fim, com duas outras chances, com Gabi num desvio de Godín e depois com Griezmann que o goleiro Navas fez as duas defesas.

Final, Atlético de Madrid (Espanha) eliminado 2 Real Madrid (Espanha) classificado 1.

Depois do apito final, a torcida do Atlético de Madrid cantou alto e agradeceu o empenho dos jogadores.

Diego Simeone foi muito aplaudido.

Esta foi à última partida no Estádio Vicente Calderón entre as duas equipes.

A partida da próxima temporada, o Atlético jogará em outro local.

O Estádio Vicente Calderón, que abrigou o clube desde 1967, será demolido em breve.

O Atlético irá jogar a partir da próxima temporada no novíssimo Wanda Metropolitano, nova arena da equipe e uma das melhores da Europa, ainda em fase final de construção.

O Real chega a sua décima quinta final, com 11 títulos e 3 vice-campeonatos.

E a Juventus está na nona final, com dois títulos e seis vice-campeonatos.

A final será dia 3 de junho, às 15h45, no Millenium Stadium, em Cardiff, no País de Gales.

Real Madrid e Juventus já se enfrentaram na final na temporada de 1997/1998, com a vitória dos espanhóis por 1 a 0, gol de Mijatovic.

Agora, as equipes voltam a virar suas atenções para o Campeonato Espanhol.

No segundo lugar, mas empatado em pontos com o líder Barcelona e com uma partida a menos, o Real Madrid terá grande desafio contra o Sevilla no domingo (14), às 15 horas (de Brasília), no Santiago Bernabéu.

No mesmo dia e horário, o Atlético de Madrid viaja para Sevilha, mas para encarar o Betis no Benito Villamarín.

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *