Quebra do tabu

Qual o limite para o Flamengo de Jorge Jesus?

Não foi a tão temida Arena da Baixada.

Em mais uma atuação consistente e convincente, o Rubro-Negro venceu o Atheltico-PR por 2 a 0, em Curitiba, neste domingo (13), pela vigésima quinta rodada do Brasileirão, e quebrou um tabu de 45 anos.

Bruno Henrique foi o herói com dois gols que mantêm a equipe com oito pontos de vantagem para Palmeiras, segundo colocado.

Os atacantes de Internacional e Santos até tentaram, mas o 0 a 0 no duelo da vigésima quinta rodada do Brasileiro, no Beira-Rio, se deu por centímetros.

Foram três os gols anulados (corretamente) por impedimento no jogo, um marcado por Tailson, do Santos, no primeiro tempo, outros dois do Internacional, ambos no segundo tempo, de Patrick e Parede, esse último, sobrou para o VAR apontar a irregularidade.

Com gol no finalzinho de Bergson, o Ceará venceu o Avaí por 1 a 0 e respirou na tabela de classificação.

Foi o suficiente para somar os três pontos, que deixam o Vozão fora da zona de rebaixamento no confronto direto contra a degola.

A partida foi disputada na tarde quente desde domingo, em Fortaleza, na Arena Castelão, pela vigésima quinta rodada da Série A do Brasileiro.

O Leão da Ilha deixou o campo com muitas reclamações sobre o lance que resultou no gol do rival cearense.

Mas no fim, só restou lamentar a derrota e uma chance a menos de somar os pontos necessários para escapar.

Com gol de Bergson, aos 44 minutos do segundo tempo, Vozão deixa campo com muita festa.

Com mais uma grande partida de Talles Magno e gol de pênalti de Yago Pikachu, o Vasco venceu o Fortaleza por 1 a 0 na tarde deste domingo (13), em partida válida pela vigésima quinta rodada do Brasileirão.

Foi a oitava vitória do time de Vanderlei Luxemburgo, que consegue se distanciar um pouco mais da zona de rebaixamento, empurrando o rival cearense para baixo na classificação.

No confronto entre as melhores defesas e os times que mais empatam no Campeonato Brasileiro, um gol de pênalti de Reinaldo deu ao São Paulo a vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, neste domingo (13), no Morumbi.

Se o futebol apresentado pelos rivais no clássico não agradou, o placar serve para aumentar ainda mais a disputa entre eles por uma vaga no grupo dos quatro melhores do torneio.

O duelo dos desesperados no Campeonato Brasileiro não teve vencedor.

Na base do sufoco, a Chapecoense chegou ao empate diante do Cruzeiro aos 49 minutos do segundo tempo com gol de Camilo e evitou a recuperação do time mineiro na noite deste domingo (13), na Arena Condá, pela vigésima quinta rodada, ao decretar o 1 a 1.

O gol da Raposa foi através do zagueiro Dedé, aos três minutos do primeiro tempo.

A Chapecoense chega há 10 rodadas sem vencer, enquanto o jejum cruzeirense está em 8 jogos.

A última foi em 1º de setembro (1 a 0 em cima do Vasco).

O Grêmio tem se dado bem no Independência.

Depois de bater o Cruzeiro há um mês, o time gaúcho agora repetiu o 4 a 1 e goleou o Atlético-MG, na noite deste domingo (13).

Com o resultado, entrou pela primeira vez no G-6 do Brasileirão e aumentou o momento de instabilidade do Galo, que vem em uma sequência ruim na competição.

Galhardo, em falha de Wilson, Maicon, Pepê e Alisson anotaram os gols gremistas, enquanto Di Santo descontou.

Após resultados ruins, Atlético-MG demite Rodrigo Santana e busca treinador para reta final de 2019.

Treinador, que chegou ao Atlético para trabalhar na base e sucedeu Levir Culpi no primeiro semestre, não resiste à forte pressão e deixa o clube após derrota para o Grêmio.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *