POWERLING: UM FUTURO GRANDIOSO PARA A MODALIDADE

Você sabe o que é powerlifting?!?!

Vamos conhecer uma modalidade que ao longo do tempo vem ganhando adeptos e tendo um espaço na comunidade esportiva.

O powerlifting foi oficialmente reconhecido como esporte em 1960, e em 1965 foi fundada a sua primeira federação internacional a IPF (International Powerlifting Federation).

É um esporte de força, que tem como objetivo de o atleta levantar o maior peso possível em cada movimento.

Composto por três modalidades: agachamento (barra nas costas), supino (tradicional) e levantamento terra (que o atleta pega a barra do chão e traciona até o atleta ficar ereto).

Para o professor e atleta de powerlifting Edson Carlos de Paula, da Academia Músculos e Força, da cidade de Pouso Alegre, em Minas Gerais, a tendência é que a modalidade possa nos próximos anos entrar nos Jogos Olímpicos.

“No mês de julho foi disputado o Word Games, na Polônia, onde o powerlifting está há muitos anos.

São esportes que estão pleiteando uma vaga nos Jogos Olímpicos.

E estamos com a expectativa de que uma hora ou outra o powerlifting vai virar esporte olímpico”, afirmou Edson Carlos.

As competições são de alto nível, como os Campeonatos Estaduais, Brasileiro, Sul-Americano e o Mundial.

“Uma programação de treinamento para os principais campeonatos: mineiro e brasileiro.

E outros atletas que competem campeonato sul-americano e pan-americano da minha academia”, comentou Edson Carlos.

Um destes atletas campeão pan-americano e sul-americano, na cidade de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, é José Carlos Coutinho que até aos 60 anos, nunca havia entrado em uma academia.

Resolveu a prática do esporte por um problema de joelho, onde o médico lhe havia dito que pelo estado encontrado naquele momento não teria recuperação nenhuma.

Mas, não desanimou e contrariou o prognóstico.

Foi na busca por uma solução, mais forte que a própria doença degenerativa.

A musculação foi seu remédio principal, e deu tão certo que hoje é um atleta de alto nível.

“Comecei a frequentar a academia, foi começando a me sentir bem.

Fiz exercícios mais intensos, mais musculação e hoje estou muito satisfeito”, afirmou José Carlos.

Após vencer mais este desafio na vida, José Carlos se sente extremamente feliz com o desempenho alcançado.

Dá uma aula de vitalidade para os mais jovens.

“Realizado, porque a gente vê depois de um determinado tempo que a saúde é fundamental.

A atividade física é fundamental na vida do cidadão.

Tenho trazido amigos meus com a mesma idade para a academia e eles estão muito felizes e satisfeitos”, completou o atleta José Carlos.

Se você pensa que o esporte é apenas para homens está muito engando.

As mulheres também são competidoras, levantam peso e querem conquistar o espaço cada vez mais.

Como é o caso de Patrícia Rezende de Paula, que além de incentivar seu marido Edson Carlos resolveu praticar a modalidade depois de assistir um campeonato.

“Ele (Edson Carlos) competia há 20 anos quando eu fui assistir o campeonato em São Paulo no ano de 2013.

Achei muito legal, e comentei que iria começar a treinar e no próximo campeonato venho junto com você.

Gostei e tenho treinado desde então e competido também”, finalizou a atleta Patrícia Rezende de Paula.
O trabalho virou entre família, não só na academia como nos campeonatos.

“Este ano meu filho foi junto para acompanhar, é bem agradável ter o apoio familiar”, comentou Patrícia Rezende.

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *