Ponte vence de virada!!!

De virada, Ponte vence duelo direto com o Londrina, dorme no G-4 e cola nos líderes.

Mesmo fora de casa, Macaca se impõe e acaba com aproveitamento de 100% do Tubarão no Estádio do Café.

A Ponte Preta não se intimidou com o aproveitamento de 100% do Londrina no Estádio do Café.

Tampouco se incomodou de sair atrás no placar.

De virada, a Macaca venceu o duelo direto por 3 a 1 na noite desta segunda-feira (10), na abertura da oitava rodada da Série B do Brasileiro, para dormir no G-4.

Matheus Bertotto colocou o Tubarão na frente, mas Matheus Vargas igualou em um golaço dois minutos depois, e Renan Fonseca virou no último lance do primeiro tempo.

Depois do intervalo, Marquinhos deu números finais ao jogo em linda jogada coletiva da Macaca.

Os três pontos conquistados no Paraná levam a Ponte aos 15 pontos, assumindo provisoriamente a quarta colocação e encostando nos líderes.

Um deles é o Londrina, que, com 16 pontos, fica em terceiro por levar desvantagem nos critérios de desempate contra Botafogo-SP e Bragantino.

A Ponte só perde a posição se o Sport ganhar do CRB por dois gols de diferença nesta terça-feira (11), na Ilha do Retiro.

Caso contrário, vai passar a pausa para a Copa América dentro do G-4.

Os times só voltam a campo depois da Copa América, com duelos locais.

O próximo compromisso da Ponte será contra o Oeste, no Majestoso, a Macaca será julgada nesta terça-feira (11) pela confusão entre as torcidas no jogo com o Paraná e corre o risco de perder mandos de campo.

Já o Londrina terá pela frente o Operário-PR no retorno da Série B, fora de casa.

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) ainda vai definir data e horário da nona rodada.

Em um primeiro tempo interessante, a Ponte Preta dominou as ações desde os primeiros momentos e não diminuiu o ritmo nem quando Matheus Bertotto abriu o placar para o Londrina, de cabeça, aos 21 minutos do primeiro tempo.

Logo depois, aos 23 minutos do primeiro tempo, Matheus Vargas, em jogada individual, igualou com uma bomba da intermediária. Renan Fonseca e Camilo quase marcaram na sequência.

E se é que existe justiça no futebol, ela foi feita no último lance, com Renan Fonseca virando para a Macaca após cobrança de escanteio.

O Londrina voltou do intervalo com duas mudanças (entraram Anderson Oliveira e Anderson Leite), mas nem deu tempo de assimilar a nova proposta de jogo.

Em um contra-ataque de almanaque, com participações fundamentais de Matheus Vargas e Roger, Marquinhos ampliou, aos 8 minutos do segundo tempo.

Com o prejuízo ainda maior, o Londrina se abriu, mas só conseguiu ameaçar em cabeçada de Safira defendida por Ygor Vinhas.

Com espaço, a Ponte teve chances para transformar a vitória em goleada, mas não aproveitou, Roger desperdiçou a principal delas.

Qualquer esperança de reação do Londrina acabou de vez quando Safira colocou a mão na bola em dividida com Ygor, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, já nos minutos finais.

Os erros não fizeram falta no fim, mas a arbitragem irritou a Ponte duas vezes.

Na primeira, Marquinhos partiu do campo de defesa, mas o auxiliar marcou impedimento.

Depois, Roger pediu falta no gol de Matheus Bertotto.

Segundo Sálvio Spinola, na Central do Apito, a Macaca reclamou com razão em ambas as jogadas.

A Ponte repetiu o roteiro das duas vitórias anteriores.

Contra o Paraná, a Macaca saiu na frente, chegou a levar a virada, mas foi buscar o 4 a 2.

Já diante do Cuiabá, as coincidências são ainda maiores.

Além do placar idêntico, a Ponte igualou logo depois de tomar o primeiro gol e virou com autoridade.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *