Pobre futebol brasileiro, o império (do mal) contra-ataca

Aconteceu de novo. O advogado mais requisitado do esporte mundial conseguiu mais uma. O resultado do jogo entre Flamengo e Fluminense está anulado até o julgamento do STJD, que adora fazer sua participação especial, principalmente em fase decisiva de Brasileirão.

Mais uma vez, um tribunal pode decidir o resultado de uma competição, que tinha atrativos de sobra para se tornar marcante: briga por título, mais vagas para a Libertadores e, consequentemente, novo fôlego para times que já estavam acomodados no meio da tabela, e uma luta de pelo menos nove times – três grandes- contra o fantasma do rebaixamento.

confusao-generalizada-interrompe-flamengo-x-fluminense-em-volta-redonda-1476412932496_615x300No jogo em questão, os tricolores cariocas alegam interferência externa na anulação de um gol (corretamente anulado) por parte do árbitro Sandro Meira Ricci, que adora estar envolvido em polêmicas.

De fato, pela leitura labial divulgada no Esporte Espetacular, o inspetor de arbitragem,  Sérgio Santos, diz que o gol do zagueiro Henrique era irregular: “A TV sabe. A TV sabe que não foi”. Ricci, em carta de retificação sobre a súmula da partida, não cita em momento algum a tal interferência externa. Justifica a pausa de 12 minutos (como ele próprio corrige) por conta da invasão de suplentes e membros das comissões técnicas das duas equipes sob “forte emoção”.

5800f080950a4Sinceramente, acredito que houve mesmo a interferência externa, mas não considero essa leitura labial prova suficiente para se alterar o rumo de uma partida. Muito menos de um campeonato. Mais que isso, sinto pena de muitos torcedores do Fluminense, que devem estar envergonhados por mais uma tentativa de tapetão por parte de sua diretoria, que sempre se envolve em questões judiciais, mesmo quando a equipe está a apenas dois pontos no famigerado G6.

É hora de preservar um pouco a imagem de um time tão grande do nosso país. Será que vale a pena causar mais esse desgaste midiático por conta de um gol impedido? Aí vai da reflexão pessoal de cada um.

Para nossa sorte (dos que se incomodam com tanta palhaçada), o Palmeiras está abrindo vantagem segura e à prova de polêmicas do STJD, então não convém cair no papo de que o “campeonato está manchado”, como já dizem alguns.

Como diz o nosso colaborador Ginguba, “O dia que brasileirão acabar longe do STJD o Brasil fará o segundo gol na Alemanha”.

, , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *