PARANÁ E NÁUTICO VENCERAM NA SÉRIE B

Invicto há quatro rodadas, o Paraná colou no G-4 da Série B nesta quarta-feira (6).

Pela vigésima terceira rodada, o Tricolor bateu o Goiás por 1 a 0 no Serra Dourada, em Goiânia, e alcançou os mesmos 37 pontos do Ceará, quarto colocado.

Com uma vitória a mais, o Vozão entra em campo no próximo sábado (9) diante do Londrina.

A derrota em casa complicou manteve o Goiás na briga contra o rebaixamento.

Com 25 pontos, o Esmeraldino pode terminar a rodada no Z-4.

Com os portões fechados, Goiás e Paraná duelaram no Serra Dourado.

Precisando da vitória para respirar na competição e se distanciar da zona de rebaixamento, o Esmeraldino tentou dominar as ações, mas abusou nos passes errados e o Tricolor segurou o ímpeto inicial dos mandantes.

Apostando nos contra-ataques, o time paranaense se mostrou mais eficiente e abriu o placar aos 17 minutos do primeiro tempo com Alemão.

Em desvantagem, o Goiás voltou do intervalo em busca do empate, mas quem levou perigo foi o Paraná.

No contragolpe, Alemão obrigou Marcelo Rangel a fazer grande defesa e impedir o segundo.

Aos 23 minutos do segundo tempo, o Goiás quase igualou com Matheus Ferraz de cabeça.

Richard também apareceu bem e garantiu o triunfo paranista: 1 a 0.

O Náutico segue vivo na Série B.

O Timbu superou o Brasil de Pelotas por 1 a 0 na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, e ganhou forças na luta contra o rebaixamento.

Ainda na vice-lanterna, o time pernambucano chegou a 20 pontos e diminuiu para cinco a distância para o Goiás, primeiro time fora do Z-4.

O Brasil-RS segue com 30 e vê G-4 mais longe.

Jogando em casa, o Naútico ensaiou uma pressão inicial para cima do Brasil de Pelotas e assustou o goleiro Marcelo Pitol em chute forte de Bruno Mota logo aos 3 minutos do primeiro tempo.

O time gaúcho segurou o ímpeto dos pernambucanos e passou a criar as principais chances de gol do primeiro tempo.

As equipes, porém, foram para o intervalo zeradas.

Apostando na velocidade, o Brasil de Pelotas foi para cima e, aos 4 minutos do segundo tempo, o zagueiro Gilmar se atirou dentro da área para travar o chute de Breno.

Aos 16 minutos do segundo tempo, Itaqui quase marcou de falta.

Aos 23 minutos do segundo tempo, foi a vez do goleiro Jeferson impedir o gol do camisa 10.

O Náutico reagiu nas bolas aéreas e Ávila quase balançou as redes aos 37 minutos do segundo tempo.

Aos 41 minutos do segundo tempo, a estrela de Vinícius brilhou e decidiu o jogo a favor do Timbu.

Há poucos minutos em campo, o atacante aproveitou o rebote e fez 1 a 0.

Nos acréscimos Jefferson aplicou um milagre em cabeceio de Misael e garantiu a vitória pernambucana.

Reportagem: CBF.com.br

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *