Palestino e Defensor avançam na Libertadores

Palestino supera o Independiente Medellín e vai encarar vencedor de São Paulo-SP (Brasil) X Talleres (Argentina).

Após derrota por 2 a 0 na Argentina, time paulista precisará vencer em casa para seguir adiante na Taça Libertadores da América.

Após o 1 a 1 no jogo de ida, Independiente Medellín e Palestino voltaram a empatar pelo mesmo placar nesta terça-feira (12), na Colômbia, e o time visitantes se classificou ao levar a melhor nos pênaltis por 4 a 1.

Agora, a equipe chilena aguarda o vencedor de São Paulo-SP (Brasil) X Talleres (Argentina) para conhecer seu adversário na terceira fase da pré-Libertadores.

Esse duelo definirá o quarto integrante no Grupo A, que já conta com Internacional, Alianza Lima e o atual campeão River Plate.

O time visitante saiu na frente no Atanasio Girardot com gol do chileno Luis Jiménez aos 41 minutos do primeiro tempo.

Só que antes mesmo do intervalo, nos acréscimos, Jesús Murillo recebeu de Andres Ricaurte para deixar tudo igual.

O empate persistiu até o apito final.

Na hora dos pênaltis, Jorquera, Del Pino e Jiménez converteram pelo lado lado dos chilenos, enquanto Herazo e Ricaurte erraram suas cobranças.

O que o São Paulo precisa fazer: Para avançar à terceira fase, o São Paulo, derrotado por 2 a 0 na ida, vai precisar vencer o Talleres por três gols de diferença no segundo jogo, nesta quarta-feira (13), às 21h30 (horário de Brasília), no Morumbi.

Se devolver o placar, a decisão será nas cobranças de pênaltis.

Os argentinos podem perder até por um gol e ainda contam com o critério do gol fora de casa a seu favor.

Após passar pelo Danubio de forma dramática, o Atlético-MG terá outra equipe uruguaia pela frente na Taça Libertadores da América.

Apesar da vitória do Barcelona de Guayaquil por 1 a 0 no Equador, nesta terça-feira (13), o Defensor levou a melhor por conta do placar agregado e avançou de fase.

O time uruguaio perdeu sete e venceu duas de suas últimas nove partidas.

O time uruguaio ganhou os pontos na partida de ida, no Luiz Franzini, por conta de uma escalação irregular de de Sebastián Pérez por parte dos equatorianos, e a Conmebol decretou a vitória por 3 a 0 (apesar de o Defensor ter sido derrotado por 2 a 1 em campo).

Matias Oyola fez o gol da vitória equatoriana aos 40 minutos do primeiro tempo e, apesar de uma tentativa de pressão nos minutos finais, o Barcelona nunca ficou perto da classificação.

Afinal, precisava das vitória por 3 a 0 para levar para os pênaltis, mas pouco criou chances de fato para isso.

Mais cedo, o Atlético-MG chegou a abrir 3 a 0 sobre o Danubio ainda no primeiro tempo, no Independência.

Porém, o time sofreu um gol no fim da etapa, foi o começo do drama.

O Galo caiu de rendimento no segundo tempo, e o Danubio foi para o ataque e chegou ao segundo gol.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *