OPERÁRIO CAMPEÃO DA SÉRIE D

Operário-PR terminou a fase de grupos em primeiro lugar no grupo A15 e seguiu enfileirando os adversários no mata-mata.

Eliminou Desportiva Ferroviária, Espírito Santo e Maranhão para garantir o acesso à Série C.

Depois, despachou o Atlético-AC nas semifinais

Não foi o passeio do primeiro jogo, mas o Operário-PR confirmou o título de campeão da Série D 2017 na noite deste domingo (10), no Germano Krüger.

Mesmo com a vitória do Globo por 1 a 0, o Fantasma fez valer o placar de 5 a 0 conquistado no primeiro jogo para garantir o seu primeiro título nacional em 105 anos de história.

O gol de Tiago Lima aos 24 minutos do primeiro tempo não fez diferença nem para o resultado final e nem para a torcida, que fez uma linda festa no estádio.

Operário-PR e Globo-RN junto com Atlético-AC e Juazeirense já comemoraram como os quatro classificados para a Série C em 2018.

No entanto, nessa noite, a festa é única na cidade de Ponta Grossa, pois o Operário-PR é campeão da Série D!

O Fantasma mostrou logo de cara que não ia jogar com a vantagem debaixo do braço e foi para cima. A torcida, que já havia recebido o time aos gritos de “é campeão”, começou a cantar o “olé” a cada troca de passes.

O ímpeto inicial diminuiu, o Globo FC começou a gostar do jogo e abriu o placar aos 24 minutos.

Tiago Lima aproveitou a sobra após escanteio.

Com o gol, o Operário-PR aumentou a intensidade, na tentativa de marcar o seu, mas omgoleiro Dasaev estava em noite inspirada

O segundo tempo começou como a parte final do primeiro: Operário-PR atacando e Dasaev salvando. Apostando no jogo aéreo, o time paranaense dominou toda a segunda etapa, mas não conseguiu transformar as chances em gol.

O Globo FC só se defendeu até pela pressão excessiva do Fantasma e pouco fez.

A Águia sabia que o título era praticamente impossível e, com a vitória, se deu por satisfeita apenas por quebrar a invencibilidade do Fantasma no Germano Krüger e caiu de pé.

Após o apito final, a festa foi completa no estádio e pelas ruas de Ponta Grossa.

O goleiro Danilo foi lembrando pelo Operário-PR com o seu rosto estampado na camisa do goleiro Simão.

A camisa do goleiro morto na tragédia da Chapecoense e que passou pelo Operário-PR foi entregue por dona Ilaídes, mãe de Danilo. Foi muito bonito

A torcida fez a festa desde o início do jogo.

Confiantes na vantagem conquistada, os torcedores do Fantasma cantaram do começo ao fim em uma comemoração de arrepiar

Fundado em 1º de maio de 1912, o Operário Ferroviário Esporte Clube conquistou o primeiro título nacional da sua centenária história.

O Fantasma garante o acesso à Série C de 2018 ao lado do próprio Globo, Juazeirense-BA e Atlético Acreano-AC.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *