O quê foi isso, Galo?

pqpvitorMeu time foi eliminado pelo Atlético Mineiro. Ronaldinho Gaúcho deitou o cabelo contra o São Paulo. O Cuca sempre foi um fracassado. Mesmo com tantos motivos, por qual razão eu não consigo não torcer por esse Galo na Libertadores?

O quê aconteceu ontem no Horto não acontece com qualquer time. Na verdade, o que vem acontecendo com o Atlético Mineiro nessa Libertadores não acontece com nenhum time. Normalmente o primeiro colocado geral cai em desgraça nas oitavas. No máximo chegam às quartas. Pior ainda quando seu técnico é um azarado por natureza.

E parecia que ontem seria o fim da linha. O dia que seria marcado como “Deprecuca, versão Galo Mineiro”. O time que acostumou-se a passear sobre seus oponentes jogando no bairro do Horto viu-se em situação desconfortável. Saiu atrás do placar e tomou uma pressão nunca antes aplicada ao Galo Forte e Vingador.

Não bastasse esse cenário, aos 47 minutos do 2º tempo, o árbitro marcou pênalti de Leonardo Silva em um mexicano. Eu duvido que alguém no Mundo não tenha pensado: “Eliminado com um pênalti no fim, é a cara do Cuca”. Mas não. Victor (nome esse que eu aposto que batizará muitos recém-nascidos mineiros a partir de hoje), fez a defesa mais importante da história desse clube.

Não teve como não se empolgar com aquela comemoração após a defesa com os pés. Primeiro pela emoção do momento em sí, segundo pela raça dos jogadores, e terceiro e mais importante, pra mandar um CHUPA CONMEBOL, que mais uma vez demonstrou que quer os brasileiros fora da final.

Pode até cair na próxima fase, mas todos esses ingredientes constróem um time campeão. Claro que o Newel´s eliminou o mais do que tradicional Boca, numa disputa de pênaltis histórica e também se sente privilegiado pelo fator “sorte de campeão”. Veremos, mas caso ainda não tenham percebido, nessa Libertadores, eu sou GALO!

 

, , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *