O PENTA DO REAL

O Real Madrid conquistou na manhã deste domingo (18), o Mundial de Clubes pela quinta vez (nos anos de 1960, 1998, 2002, 2014 e 2016).

O primeiro tempo começou tranquilo para os Merengues que abriram o placar com Benzema.

Aos 8 minutos do primeiro tempo, Modric pegou sobra na entrada da área e chutou forte.

O goleiro Sogahata soltou nos pés do francês Benzema, que só teve o trabalho de escorar para as redes.

Real Madrid 1 a 0.

O Kashima não se abateu com o gol e tentou o empate.

Já o Real chegou a ter 66% de posse de bola, mas tirou o pé.

Tocava de um lado para o outro.

Quando tinha chances de marcar, o time espanhol demorava em finalizar.

Os japoneses tentavam nos contra-ataques o gol de empate.

E o goleiro Navas se segurava lá atrás.

E aos 44 minutos do primeiro tempo, Doi fez uma boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou.

O zagueiro Varane afastou mal, e o camisa 10, Shibasaki chutou cruzado para empatar o jogo.

O segundo tempo, voltou com o Real assustando o goleiro Sogahata depois da cabeçada de Sergio Ramos.

Aos 7 minutos do segundo tempo, Sergio Ramos afastou mal, camisa 10, Shibasaki dominou na intermediária, limpou Carvajal e chutou no canto direito do goleiro Navas.

Virada dos japoneses em 2 a 1.

Lucas Vázquez caiu na área após puxão de Shibasaki.

Pênalti para o Real Madrid.

Aos 14 minutos do segundo tempo, Cristiano Ronaldo cobrou no canto direito do goleiro Sogahata, que mal se movimentou.

O Real chegou ao empate em 2 a 2.

Após o empate o Real teve três chances claras de virar a partida.

Benzema ainda teve um gol bem anulado com marcação de impedimento.

Nos minutos finais o Kashima teve a chance de marcar, com o brasileiro Fabrício, Kanazaki e Endo.

Sergio Ramos parou Mu em contra-ataque.

Era lance para amarelo, mas o árbitro economizou.

Era para expulsar o zagueiro espanhol…

E a partida foi para a prorrogação.

Aos 8 minutos do primeiro tempo, Benzema deu um lindo passe por dentro da defesa e encontrou o português Cristiano Ronaldo, que chutou rasteiro para colocar os Merengues na frente.

Real 3 a 2.

No lance seguinte, quase o empate do Kashima.

Yuma cabeceou no travessão.

Aos 13 minutos do primeiro tempo da prorrogação, Carvajal cruzou, a defesa afastou para a entrada da área, e Kroos chutou mal demais.

Cristiano Ronaldo interceptou a bola e marcou com a canhota para fazer o terceiro dele no jogo.

Real 4 a 2.

Cristiano Ronaldo igualou a Pelé ao marcar três gols na final do Mundial de Clubes (ou pelo antigo Mundial Interclubes).

Pelé marcou três na goleada sobre o Benfica em 1962, por 5 a 2.

Quadragésima vez que Cristiano Ronaldo marcou três gols na mesma partida com a camisa do Real Madrid.

Final, Real Madrid (Espanha) campeão 4 Kashima Antlers (Japão) vice-campeão 2.

Com o título conquistado em Yokohama, o Real Madrid se tornou ainda o maior campeão mundial, levando-se em consideração os dois formatos da competição.

Antes, com a disputa entre o campeão da Libertadores e da Liga dos Campeões, e a partir de 2000, com uma pausa até 2005, seguindo o formato atual elaborado pela FIFA.

São cinco títulos, contra quatro do Milan (Itália).

Boca Juniors (Argentina), Peñarol (Uruguai), Barcelona (Espanha), Bayern de Munique (Alemanha), Nacional (Uruguai) e São Paulo (Brasil) têm três conquistas.

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *