O 7 de Viña Del Mar

topper-2

Por Flávio Santos, o CANALHA

“Viña Del Mar recebeu seis selecionados no lugar dos oito esperados. Colômbia e Venezuela desistiram na última hora e desfalcaram o torneio Seven. Menos equipes, concorrentes em menor número. Tudo indicava que o caminho seria mais fácil para o Brasil. Não foi.

Os rivais sul americanos não deram espaço para o Brasil. A disputas foram duras. A seleção brasileira tentava impor seu estilo a cada disputa e esbarrava em seleções que também estavam bem preparadas no aspecto tático. O Brasil lembrava adolescente que deseja sair de casa e ser independente enquanto os rivais já haviam passado no vestibular e estavam enfrentando o primeiro ano de faculdade.

Os brasileiros desembarcaram num dos nossos “suntuoso” aeroportos e foram alvo de uma enxurrada de críticas. Uns dizem que o time não evolui mais e estagnou e outros alegam que o Brasil ainda não aprendeu a decidir. É notório que o Rugby tupiquim começou a receber signiicativo aporte financeiro de uns anos pra cá e poderia, sim, apresentar melhores resultados. E eles não vieram nos últimos tempos. Fala-se em renovação, trocar tudo e todos. Veremos os próximos capítulos.”

, ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *