NOVIDADES DA FIFA

Acontece nesta sexta-feira (27), na Índia, a reunião do conselho da FIFA que vai analisar o pedido da Conmebol para que os campeões da Copa Intercontinental, torneio entre o campeão da Libertadores e o da Liga dos Campeões, sejam considerados campeões mundiais.

E as palavras do presidente da entidade máxima do futebol podem deixar Flamengo, Grêmio, Santos e São Paulo animados.

“Provavelmente será aprovado”, disse Gianni Infantino, em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo.

COMO É HOJE: a Fifa reconhece apenas os torneios continentais realizados a partir de 2005, além da competição de 2000 vencida pelo Corinthians

HOJE SÃO CAMPEÕES: Corinthians (duas vezes), São Paulo, Internacional, Milan, Manchester United, Barcelona (três vezes), Internazionale, Bayern de Munique e Real Madrid (duas vezes)

QUAL É A REIVINDICAÇÃO: que os campeões dos duelos entre sul-americanos e europeus, realizados entre 1960 e 2004, também sejam reconhecidos

QUEM SERIA BENEFICIADO: Real Madrid (três títulos), Peñarol (três títulos), Santos (dois títulos), Internazionale (dois títulos), Racing, Estudiantes, Milan (três títulos), Feyenoord, Nacional-Uruguai (três títulos), Ajax (dois títulos), Independiente (dois títulos), Atlético de Madrid, Bayern de Munique (dois títulos), Boca Juniors (três títulos), Olimpia, Flamengo, Grêmio, Juventus (dois títulos), River Plate, Porto (dois títulos), Estrela Vermelha, São Paulo (dois títulos), Vélez Sarsfield, Borussia Dortmund e Manchester United

HORÁRIO DA REUNIÃO: 16 horas local (8h30 de Brasília)

QUEM PARTICIPA: Alejandro Dominguez, presidente da Conmebol, Fernando Sarney, vice-presidente da CBF, e mais três representantes sul-americanos

A vontade da legitimação da Copa Intercontinental tem relação com a intenção de que o duelo entre o campeão da Libertadores e o da Liga dos Campeões volte a ser realizada.

A Fifa deve transformar seu Mundial de Clubes numa competição de quatro em quatro anos, no mesmo intervalo da Copa das Confederações, que será extinta.

A mudança deve ser somente a partir de 2021.

A reunião tem duração prevista de pelo menos duas horas e vai tratar de outros assuntos relacionados ao Brasil.

Poderá haver uma definição sobre o Programa de Legado da Copa-2014, que tem cerca de US$ 85 milhões congelados desde o segundo semestre de 2015, quando a Fifa interrompeu os repasses após a prisão de José Maria Marín e o indiciamento de Marco Polo Del Nero nos Estados Unidos.

O Conselho deve ter ainda as seguintes definições:

Premiação para a Copa do Mundo de 2018

Mudança de regras antidoping da Fifa

Novidades sobre processo de candidaturas para a Copa de 2026

Número de vagas por continentes para os torneios olímpicos de futebol em Tóquio 2020

Mudanças de estratégia para os campeonatos Sub-17, Sub-20, femininos e de Copa do Mundo de Clubes

O GloboEsporte.com acompanha as informações em tempo real a partir das 8 horas, com vídeos da transmissão ao vivo feita pela Fifa.

Reportagem; Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *