NOVA FASE DENTRO DO FUTSAL

Terminada a última partida oficial de Falcão pela seleção brasileira é hora de virar a página e pensar na nova realidade.

No próximo mês, o time verde-amarelo embarca para a Argentina onde disputa a Copa América, a data do torneio ainda não foi definida.

Para a competição, o técnico PC Oliveira deverá utilizar a mesma base da vitória por 3 a 2 sobre a Colômbia.

O grupo convocado contava com jovens valores como Marcel, Leandro Lino, Rocha e Neguinho e alguns nomes experientes como o pivô Deives e os goleiros Tiago e Guitta, ambos com experiência de Mundiais.

– É essa a equipe que deve ir para a Copa América, a gente precisa fazer o que precisa ser feito, preparar a seleção para 2020, mas já pensar em 2024.

Com a retirada do Falcão, teremos um processo mais difícil e doloroso.

Temos que olhar para os mais jovens e para os que estão se destacando nos clubes e querendo jogar pela seleção brasileira, afirmou PC.

Companheiro de Falcão no Sorocaba e goleiro titular da seleção nos Mundiais de 2008, 2012 e 2016, Tiago ressalta que o camisa 12 é insubstituível.

Apesar de reconhecer o talento da nova geração de jogadores que está servindo à seleção, o camisa 2 acredita que é hora de dar mais ênfase ao jogo coletivo.

– É uma grande perda para a seleção.

Agora a gente tem que buscar não um substituto para o Falcão e sim uma força a mais na coletividade.

Vai ser um trabalho árduo conseguir fazer isso.

Essa é a hora de testar as peças que ele (PC) acha ter condições de representar o Brasil daqui a três anos e meio.

Confio no trabalho do PC e entendo que ele está testando diversos jogadores para ver quem se encaixa no coletivo que ele almeja – analisou.

Eleito o melhor jogador da Liga Nacional de Futsal do ano passado, o pivô Deives acredita que Falcão ainda poderá ajudar a seleção brasileira do lado de fora.

Campeão da Supercopa pelo Carlos Barbosa no último sábado, o “Baixinho Bom de Bola” foi colega de clube de Falcão no Santos, em 2011, e no Orlândia, em 2012, quando conquistaram o título da LNF nas duas oportunidades.

– O Falcão é o maior gênio da história do futsal, ele fez coisas que ninguém conseguiu fazer e deixou um legado enorme para o esporte.

Ele vai fazer muita falta dentro de quadra, mas de repente ele pode ajudar fora. Jogamos juntos no Santos e Orlândia, sempre conversamos e lembramos dos momentos juntos.

Me sinto honrado de poder falar para os meus filhos que joguei com ele, disse.

PC Oliveira tem rede de informações para buscar novos valores

Com uma comissão técnica multidisciplinar grande, PC Oliveira revelou que um dos pilares do seu trabalho até 2020 é a formação de uma rede de informações para buscar novos valores do futsal.

Além de passar a dialogar mais com os treinadores da equipe, o técnico do Brasil conta com um grupo de observadores, que têm circulado por jogos dos campeonatos nacionais e internacionais em busca de talentos desconhecidos.

– Já iniciamos o nosso trabalho de investigação, olhando para todos os clubes do Brasil.

A maioria dos treinadores está visitando os clubes e vendo os jogos, então a juventude precisa estar presente.

Temos que olhar o Norte e o Nordeste também.

Vamos fazer um cinturão de informações para não sermos injustos, deixando de dar oportunidade a todos, frisou.

Acumulando a função de técnico da equipe de futebol da Ferroviária, PC Oliveira voltará a trabalhar exclusivamente na seleção brasileira a partir do fim do Campeonato Paulista.

A ideia do treinador é trazer para a quadra alguma experiência adquirida no campo.

– É uma via de mão dupla.

Dá pra levar conhecimento daqui para lá e trazer coisas novas de lá para cá.

O trabalho no campo me despertou algumas coisas que eu que fui jogador de futebol de campo ainda não tinha percebido.

Agora é colocar tudo em prática, ajudar a Ferroviária a sair dessa situação difícil no Paulista e vir com tudo para a seleção.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *