Náutico campeão

Náutico empata com o Sampaio Corrêa e é campeão da Série C.

Timbu usa vantagem adquirida no jogo de ida da final e levanta o caneco da Terceira Divisão do futebol brasileiro, seu primeiro título nacional.

A Série C 2019 conheceu na tarde deste domingo (6), o seu campeão.

Usando a vantagem adquirida no jogo de ida (vitória por 3 a 1), o Náutico aproveitou duas falhas cruciais na defesa do Sampaio Corrêa e levantou a taça da competição em pleno Castelão, com empate em 2 a 2.

Para a Bolívia Querida, Everton e Salatiel marcaram.

Pelo lado do Timbu, Álvaro e Matheus Carvalho fecharam a conta.

Este é o primeiro título nacional do Alvirrubro.

O técnico Gilmar Dal Pozzo comemorou “junto e misturado” com os jogadores o título da Série C.

Este, inclusive, é o primeiro título dele como treinador.

O Sampaio iniciou os primeiro 45 minutos do primeiro tempo, impondo sua proposta de jogo.

Sempre explorando as jogadas laterais com velocidade.

Esquerdinha mais uma vez mostrou seu poder de infiltração e em vários momentos, deixa os adversários na saudade.

Mas, o primeiro gol não veio pelos pés do meia, mas sim de um lateral.

Everton fez boa jogada pela direita, e emendou um chute colocado sem chances para o goleiro Jefferson.

Neste cenário, o Tricolor Maranhense ia para o vestiário vencendo o jogo, mas precisando de mais um gol.

Se no primeiro tempo, o Náutico permitia o Sampaio tomar conta da partida, no segundo, Gilmar Dal Pozzo parecia ter dado um chá de organização no Timbu.

A equipe pernambucana pressionava as saídas de bola do tricolor maranhense, arrumando jogadas de laterais.

Em uma jogada de escanteio, Álvaro subiu entre os marcadores para empatar a partida.

O gol marcado pelos alvirrubros parecia ter acordado o Sampaio, que teve uma atuação sonolenta durante os primeiros 15 minutos do segundo tempo.

Em uma jogada individual de Esquerdinha, o meia entrou com facilidade dentro da grande área e só rolou para Salatiel empurrar paras as redes.

Tudo parecia se encaminhar para o terceiro gol do Sampaio, até que em um erro de organização, o Náutico armou um contra-ataque rápido com Wilian Simões, que achou o experiente Matheus Carvalho bem posicionado.

O atacante arrancou e só chutou rasteiro sem chances para o goleiro Andrey.

Nos Aflitos, torcedores se emocionaram com título nacional.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *