NACIONAL E JUNIOR BARRANQUILLA NA PRÓXIMA FASE

O tamanho do adversário não tem sido problema para o Nacional do Paraguai na Copa Sul-Americana.

Quinto maior campeão paraguaio, o time de Assunção já havia eliminado Cruzeiro e Olimpia e derrubou mais um clube tradicional nesta terça-feira (19).

Após vencer o Estudiantes por 1 a 0 no jogo de ida no Defensores del Chaco, os paraguaios foram até La Plata e, com gol de Jacquet, repetiram o 1 a 0 para avançar às quartas de final da competição.

Na próxima fase, o Nacional terá pela frente mais um tradicional clube argentino.

Maior campeão da história da Libertadores, com sete títulos, o Independiente será o próximo desafio dos paraguaios.

A equipe de Avellaneda eliminou o Atlético de Tucumán nas oitavas.

O gol da vitória paraguaia saiu aos 19 minutos do segundo tempo.

Depois da cobrança de escanteio, Santana cabeceou, Jacquet desviou na pequena área, e Mariano Andújar espalmou, mas o próprio Jacquet aproveitou a sobra para garantir a vitória.

O domínio foi total.

Invicto há 10 jogos em casa, o Junior Barranquilla mostrou sua força como mandante mais uma vez.

Venceu fácil o Cerro Porteño por 3 a 1 no Estádio Metropolitano nesta terça-feira (19), eliminou os paraguaios e agora espera por Sport ou Ponte Preta nas quartas de final da Copa Sul-Americana.

O jogo de ida havia terminado empatado por 0 a 0 em Assunção.

Os colombianos ainda tiveram Luis Díaz expulso no segundo tempo.

Mas contaram com a apatia do rival e despacharam os paraguaios.

Aos 40 minutos do primeiro tempo, Luis Díaz recebeu pela esquerda, entrou na área e chutou cruzado: 1 a 0.

No início da segunda etapa, o Junior ampliou, aos 6 minutos do segundo tempo.

Téo Gutiérrez mostrou sua qualidade como goleador.

Recebeu belo passe de Barrera, driblou Anthony Silva e tocou para o gol.

O Cerro se entregou. Até teve uma chance para buscar o empate quando, aos 28 minutos do segundo tempo, Luis Díaz levou o vermelho. Mas não aproveitou.

Na verdade, viu Chará fazer o terceiro do Junior, após grande tabela com Téo Gutiérrez.

Nos últimos minutos, aos 47 minutos do segundo tempo, Óscar Ruiz acertou chutaço de longe e fez o único gol do Cerro: 3 a 1.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *