MUNDIAL COM NOVO FORMATO

O jornal espanhol “Mundo Deportivo” publicou, neste sábado (26), detalhes da proposta da FIFA para a criação de um novo Mundial de Clubes, que ocuparia o lugar da Copa das Confederações no calendário internacional.

A competição passaria a ser disputada de quatro em quatro anos, a partir de 2021, e teria 24 times destes, 12 da Europa e cinco da América do Sul.

De acordo com a reportagem, a FIFA definiu que a Copa das Confederações deste ano, vencida pela Alemanha na Rússia, foi a última.

Agora, foi dado o sinal verde pelo presidente Gianni Infantino para a implementação do novo Mundial de Clubes, que teria a primeira edição realizada em junho de 2021, na China, e o campeão guardaria o título por quatro temporadas.

A fórmula da competição revelada pelo “Mundo Deportivo” é a seguinte:

Oito grupos de três clubes, os dois primeiros se classificam para a fase de quartas de final, depois semifinal e a grande final.

E a divisão das vagas seria assim:

12 europeus

5 sul-americanos

2 africanos

2 asiáticos

2 da Concacaf

O “Mundo Deportivo” explica que a UEFA daria suas vagas para os quatro últimos vencedores e vices da Liga dos Campeões (temporadas 2017/2018, 2018/2019, 2019/2020 e 2020/2021) e para os outros quatro clubes com melhor coeficiente europeu.

Porém, o jornal não revela como seria feita a divisão dos outros continentes.

Atualmente, a FIFA organiza o Mundial de Clubes anualmente com todos os campeões continentais, em sistema de mata-mata desde a primeira fase times da Europa e América do Sul já entram nas semifinais.

A edição de 2017 será realizada nos Emirados Árabes, em dezembro.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *