Meninas perdem para o México

Pela segunda rodada do Mundial, Seleção Feminina acabou perdendo por 1 a 0 para as mexicanas, em Maldonado, no Uruguai.

O Brasil não se apresentou bem na segunda partida da Copa do Mundo Feminina Sub-17.

Nesta sexta-feira (16), o México derrotou a Seleção por 1 a 0, no Estádio Domingo Burgueño Migue, em Maldonado, no Uruguai, pela segunda rodada do Grupo B.

O revés complicou a situação do Brasil na competição.

Agora, para avançar de fase, a equipe canarinho precisa vencer a África do Sul, terça-feira (20), e torcer para o México golear o Japão na última rodada da fase de grupos.

O Brasil teve bastante dificuldade na troca de passes e na criação das jogadas.

O que de certa forma facilitou a vida das mexicanas.

Durante os primeiros 20 minutos do primeiro tempo, a Seleção quase não passou do meio de campo.

Aos 31 minutos do primeiro tempo, o México por pouco não abriu o placar, quando González arriscou uma bicicleta.

Na sequência, Jheniffer conseguiu acertar um cabeceio na melhor chance brasileira da etapa.

Em outra jogada de cabeça, a Seleção reclamou de pênalti alegando desvio da bola na mão da zagueira mexicana.

Mas num erro de marcação as mexicanas acabaram saindo em vantagem no primeiro tempo.

Aos 43 minutos do primeiro tempo, Buso escorou cruzamento que veio da direita e abriu o placar.

Na volta do intervalo, Luizão entrou com Julia Beatriz no lugar de Emily na tentativa de dar velocidade à equipe.

O Brasil, de fato, conseguiu ter um pouco mais de ímpeto ofensivo, mas sem assustar muito as mexicanas.

Depois, aos 17 minutos do segundo tempo, o treinador brasileiro trocou Maria Luiza pela camisa 10 Amanda.

Na marca dos 22 minutos do segundo tempo, quase a Seleção empatou em cabeceio de Isadora.

As mexicanas responderam rapidamente no lance seguinte: a atacante saiu cara a cara com Mayara, obrigando a goleira brasileira a fazer grande defesa.

Quando o relógio marcava 38 minutos do segundo tempo, o técnico Luizão lançou sua última cartada, substituindo Isabela pela atacante Thaicyane.

Mas, a seleção mexicana conseguiu manter o ritmo de jogo e não deu mais chances à Amarelinha.

Brasil: Mayara, Bruna, Isadora, V. Bruna e Gisseli; M. Cristina, Julia, Maria Luiza (Amanda) e Isabela (Thaicyane); Jheniffer e Emily (Julia Beatriz).

Reportagem: CBF.com.br

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *