LUVERDENSE PERTO DO TÍTULO

O Luverdense largou na frente do Paysandu na final da Copa Verde 2017.

Nesta quinta-feira (4), em Cuiabá, o Luverdense superou o Papão por 3 a 1, e se aproximou do título inédito.

Em busca do bicampeonato, o time paraense abriu o placar com Daniel Sobralense, mas levou a virada.

Os gols dos donos da casa foram anotados por Erik, Marcos Aurélio e Dalton.

A finalíssima está marcada para o dia 16 de maio, no Mangueirão, em Belém.

A primeira final da Copa Verde 2017 começou bastante agitada na Arena Pantanal.

Logo aos seis minutos de jogo, Daniel Sobralense aproveitou cruzamento de Leandro Cearense e, de cabeça, colocou o Paysandu na frente, 1 a 0.

A resposta do Luverdense foi imediata e, aos 11 minutos do primeiro tempo, Rafael Silva fez grande jogada individual pela esquerda e levantou a bola para Erik, que invadiu a área em velocidade e deixou tudo igual: 1 a 1.

O gol de empate animou os donos da casa, que pressionaram em busca da virada.

Após esbarrar nas boas defesas do goleiro Emerson, o Luverdense virou aos 43 minutos do primeiro tempo com Marcos Aurélio.

O experiente armador cobrou falta com precisão e fez 2 a 1.

O Luverdense voltou do intervalo com o mesmo ímpeto ofensivo dos primeiros 45 minutos de partida.

Mesmo com a vantagem no marcador, o Verdão foi com tudo para cima do Paysandu e ampliou aos 10 minutos do segundo tempo.

Após cobrança ensaiada de escanteio, Dalton cabeceou com força e fez 3 a 1.

Aos 13 minutos do segundo tempo, Hayner foi expulso e complicou ainda mais a missão dos visitantes.

Com um a mais em campo, o Luverdense teve a chance de fazer o quarto gol aos 31 minutos do segundo tempo, mas Emerson salvou o Papão em chute de Macena.

O Paysandu tentou diminuir o prejuízo, mas o placar final terminou em 3 a 1.

Com o triunfo no jogo de ida, o Luverdense vai para Belém podendo perder por um gol.

Caso marque dois ou mais gols no Mangueirão, o Verdão fica com o título inédito mesmo em caso de derrota por dois gols de diferença.

Vitória do Paysandu por 3 a 1 na volta leva a decisão para os pênaltis.

Reportagem: Cbf.com.br

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *