LIDERANÇA FOLGADA

São Paulo e Corinthians empataram por 1 a 1, neste domingo (24), pela vigésima quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Diante do Morumbi lotado no maior público da temporada no futebol brasileiro, o Tricolor foi melhor, controlou boa parte do jogo, mas não conseguiu sustentar a vantagem.

Petros abriu o placar no primeiro tempo, e Clayson deixou tudo igual na parte final
Flamengo e Avaí empataram em 1 a 1 na noite deste sábado (23), na Ilha do Urubu, pela vigésima quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Fugindo do rebaixamento, os visitantes saíram na frente, com Pedro Castro, após cobrança de falta, mas não conseguiram segurar a pressão rubro-negra.

Com um belo chute de fora da área, Rodinei empatou no segundo tempo.

Ainda na ressaca por conta da eliminação na Libertadores, e estreando um uniforme camuflado nas cores preta e cinza, o Santos venceu o Atlético-PR por 1 a 0 na noite deste sábado (23), na Vila Belmiro, e pulou para a segunda colocação do Campeonato Brasileiro com 44 pontos, um a mais do que o Grêmio (que encara o Bahia fora de casa neste domingo) e nove a menos do que o Corinthians (que encara o São Paulo no Morumbi), o Atlético-PR ficou estacionado na oitava colocação, com 34 pontos.

O Palmeiras venceu o Fluminense por 1 a 0 no Maracanã, na tarde deste domingo (24), pela vigésima quinta rodada do Campeonato Brasileiro, em resultado que confirma a ascensão do time paulista e a preocupação do carioca.

Com três vitórias e um empate nos últimos quatro jogos, o Palmeiras permanece em quarto, mas agora a 11 pontos do líder Corinthians, o que lhe dá esperança de continuar sonhando com o bi.

Já o Fluminense chegou à quarta partida sem vitória, em décimo segundo, com 31 pontos, apenas três acima da zona do rebaixamento.

Em um duelo cheio de emoções, o Botafogo venceu de virada o Coritiba por 3 a 2, neste domingo (24), no Couto Pereira.

Com o resultado, o Alvinegro entra no G-6, tira o Flamengo e dá uma prova de seu poder de reação após a eliminação na Libertadores.

Gatito fez sua parte ao defender mais um pênalti, desta vez cobrado por Carleto.

O Coxa segue na zona de rebaixamento e escutou muitas reclamações de seus torcedores.

Os gols do Bota foram marcados por Roger, Guilherme e João Paulo.

Para o Coxa marcaram Werlei e Carleto.

A escalação mista levada a campo pelo técnico Mano Menezes foi suficiente para dar ao Cruzeiro a vitória sobre o lanterna Atlético-GO, em Goiânia.

Mesmo com a cabeça na finalíssima da Copa do Brasil, a Raposa bateu o Dragão por 2 a 1, muito em função do ótimo primeiro tempo, quando marcou com o meia Arrascaeta (gol de número novecentos pelo clube na era dos pontos corridos) e Rafael Sóbis, atacante que encerrou jejum de 18 jogos.

Luiz Fernando descontou na etapa final, mas não evitou a derrota do time da casa.

Muito mais que um gol.

Muito mais que um belo chute.

O golaço de Lucas Marques do meio da rua com boa contribuição do goleiro João Carlos ditou novos rumos para Chapecoense e Ponte Preta no Brasileirão.

A vitória neste domingo, na Arena Condá, pela vigésima quinta rodada, deixou o Verdão em situação razoavelmente tranquila na luta contra o rebaixamento, na parte de cima da tabela, enquanto a Macaca vê a corda apertar no pescoço e termina a rodada na zona de rebaixamento.

Foi suado, no último minuto do jogo, no sufoco, com polêmica.

Mas nada disso importa para o torcedor do Bahia.

Com gol de Rodrigão, em cobrança de um pênalti polêmico, aos 52 minutos do segundo tempo, o Tricolor venceu o Grêmio, na noite deste domingo (24), na Arena Fonte Nova, pela vigésima quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Os atletas do Grêmio reclamaram bastante da decisão do árbitro Luiz Flávio de Oliveira.

Os do Bahia, por sua vez, apenas comemoraram.

De um lado o Atlético-MG, dono da segunda pior campanha como mandante do Campeonato Brasileiro.

Do outro o Vitória, segundo melhor visitante. O futebol nem sempre segue uma lógica exata, mas na noite deste domingo (24), no Independência, seguiu.

Pior para o Atlético-MG, que tropeçou nos seus próprios erros e viu o Leão da Boa Terra vencer por 3 a 1. Neilton colocou o Vitória em vantagem logo aos dois minutos.

Pouco depois, Cazares deixou tudo igual, aproveitando assistência de Fred, que completou nove partidas sem marcar.

Na segunda etapa, Yago, em contragolpe fatal, fez 2 a 1 para o time baiano, que, com o resultado, saiu da zona de rebaixamento.

No último lance do jogo, Tréllez ainda aumentou a conta do Vitória e fechou o placar em 3 a 1.

O Galo permaneceu com 31 pontos e caiu para a décima primeira posição com a derrota.

O jogo marcou a demissão do técnico Rogério Micale, que saiu do comando do Galo após apenas dois meses de trabalho.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *