LIDERANÇA CONSOLIDADA

O Palmeiras venceu o Internacional na tarde deste domingo (6), e abriu vantagem de 6 pontos para o segundo colocado, Santos.

E complicou a situação do Inter que agora se encontra dentro do Z-4.

Aos 16 minutos do primeiro tempo, cobrança do escanteio, Thiago Santos desviou de cabeça na entrada da área e sobrou para Cleiton Xavier na cara do goleiro Danilo Fernandes.

Desviou de perna direita e abriu o placar para o Palmeiras, 1 a 0.

Faltando quatro rodadas para o fim do Brasileiro, com 12 pontos em disputa e seis de vantagem sobre o Santos, o Palmeiras se garante como campeão com mais duas vitórias e um empate.

Já o Inter, com 38, precisa de mais oito pontos (duas vitórias e dois empates) para chegar a 46, número que os matemáticos entendem como “seguro” para evitar o rebaixamento.

Com a paralisação do Brasileirão para os jogos da Seleção nas Eliminatórias, Palmeiras e Inter só voltam a jogar no dia 17: o Verdão encara o Atlético-MG em Belo Horizonte, e o Colorado recebe a Ponte Preta no Beira-Rio, ambos às 21 horas.

O Palmeiras ainda terá jogos contra Botafogo (casa), Chapecoense (casa) e Vitória (fora).

O Inter terá Corinthians (fora), Cruzeiro (casa) e Fluminense (fora).

Final, Palmeiras-SP 1 Internacional-RS 0.

No Arruda, o Santa venceu o América-MG, e colocou o Coelho na lanterna novamente.

Aos 32 minutos do primeiro tempo, Léo Moura mostrou oportunismo e subiu mais alto que a defesa do Coelho para cabecear para o gol.

Os dois times terão tempo para descansar e se preparar para a sequência final do Brasileiro.

As duas equipes voltam aos gramados na quarta-feira, dia 16 de novembro.

Às 21 horas (de Brasília), o Santa Cruz visita o Coritiba.

Mais tarde, às 21h45, o Coelho recebe o Flamengo no Independência.

Final, Santa Cruz-PE 1 América-MG 0.

No Barradão, com duas viradas o Vitória venceu e saiu do Z-4.

Logo aos 4 minutos do primeiro tempo, Marinho recebeu lançamento, chutou no gol e bola bateu na defesa e sobrou para o próprio atacante.

Marinho limpou a marcação e bateu no canto direito do goleiro Weverton, que ficou só olhando.

Vitória 1 a 0.

Aos 29 minutos do primeiro tempo, Lucas Fernandes recebeu o lançamento no lado esquerdo.

Invadiu a área do Vitória e rolou a bola para Pablo no meio.

Sem goleiro, o atacante só teve o trabalho de empurrar a bola para o gol.

O Furacão chegou ao empate.

Aos 42 minutos do primeiro tempo, Euller saiu jogando errado, Lucho roubou a bola e rolou para o meio.

Pablo fez à cavadinha no goleiro Fernando Miguel e virou a partida no Barradão.

Furacão por 2 a 1.

Aos 23 minutos do segundo tempo, Marinho recebeu na ponta direita, cortou o marcador e cruzou na pequena área do Atlético-PR.

Livre de marcação, David completou para o gol e empatou a partida.

O Vitória chegou ao empate.

Aos 36 minutos do segundo tempo, Marinho roubou a bola no campo de ataque e partiu em contra-ataque.

Driblou o marcador, invadiu a área e chutou bonito para virar a partida.

Um golaço.

Vitória e Atlético-PR vão ter agora um bom tempo para se preparar para a próxima rodada do Brasileirão.

O Furacão só entra em campo no dia 15 deste mês, quando, novamente fora de casa, vai enfrentar o Fluminense, às 17 horas (de Brasília).

Na Vila Belmiro, a equipe baiana pega o Santos, às 19h30, no dia 17 de novembro.

Final, Vitória-BA 3 Atlético-PR 2.

Na Arena Condá, a Chape venceu o Figueirense afastou chance de queda para a Série B, e deixou o rival em situação crítica na décima oitava posição.

Aos 30 minutos do segundo tempo, Dener fez o cruzamento pelo lado esquerdo, Lucas Gomes finalizou fraco, e Gatito não alcançou.

A bola bateu no travessão e, no giro, Kempes mandou para o fundo das redes.

Chapecoense 1 a 0.

Chapecoense e Figueirense têm um descanso de 10 dias em função das datas Fifa.

Os times retornam a campo apenas no dia 16, quarta-feira, pela trigésima quinta rodada.

O Verdão visita o Botafogo, enquanto o Furacão recebe o Corinthians.

Final, Chapecoense-SC 1 Figueirense-SC 0.

No Couto Pereira, o Coritiba venceu o Galo subiu na tabela, e praticamente deixou o adversário com chances mínimas de títulos.

Aos 7 minutos do segundo tempo, Raphael Veiga ajeitou e soltou a bomba de fora da área.

A bola entrou no ângulo do goleiro Victor.

Um golaço do Coxa, 1 a 0.

Patric cometeu falta em Kazim dentro da área.

Aos 47 minutos do segundo tempo, Kleber Gladiador cobrou no canto direito, deslocando o goleiro Victor.

Coxa 2 a 0.

Na próxima rodada, o Coxa recebe o Santa Cruz no Couto Pereira, às 21 horas, na quarta-feira (16).

E o Atlético-MG joga no Estádio Independência contra o líder Palmeiras, às 21 horas.

Final, Coritiba-PR 2 Atlético-MG 0.

No Mineirão, o Cruzeiro venceu o Fluminense de virada em jogo de muitos gols.

O Fluminense saiu na frente aos 9 minutos do primeiro tempo.

Após passe errado de Henrique, Gustavo Scarpa lançou Richarlison que fez grande jogada, se desvencilhou dos marcadores, invadiu a área e chutou cruzado para marcar.

Aos 25 minutos do primeiro tempo, Henrique conduziu a bola até a entrada da área e tocou em Willian no meio da grande área.

O atacante deu um toquinho rápido para Rafael Sobis, que chutou colocado, sem chances para o goleiro Júlio César.

Tudo igual no Mineirão, 1 a 1.

Aos 44 minutos do primeiro tempo, Alisson, dominou fez o giro e cruzou na área.

William quase da entrada da área cabeceou, e a bola tocou na trave, e não deu chances para o goleiro Júlio César.

Cruzeiro de virada 2 a 1.

No segundo tempo, o Cruzeiro começou arrasador.

Edson errou na intermediária.

Arrascaeta roubou a bola, avançou e, na entrada da área, acertou um bonito chute no cantinho do goleiro Júlio César.

Com menos de 1 minuto, o Cruzeiro ampliou.

Aos 5 minutos do segundo tempo, bela assistência de Arrascaeta, depois que Cláudio Aquino perdeu a bola.

O uruguaio deu o passe infiltrado para Alisson, que se desvencilhou com maestria do zagueiro Henrique dentro da área e completou para o gol.

Cruzeiro 4 a 1.

Aos 47 minutos do segundo tempo, cobrança de escanteio de Gustavo Scarpa, Magno Alves desviou, a bola bateu em Ábila e entrou no gol de Rafael.

O Fluminense descontou.

O resultado mantém o Fluminense na nona colocação, com 48 pontos.

O Cruzeiro subiu para o décimo segundo lugar, com 44.

O Campeonato Brasileiro dá uma pausa por causa das Eliminatórias.

O Fluminense volta a jogar dia 15, às 17 horas (de Brasília), quando recebe o Atlético-PR, no Maracanã.

O Cruzeiro entra em campo dia 16, às 21h45, para enfrentar o Sport, na Ilha do Retiro, no Recife.

Final, Cruzeiro-MG 4 Fluminense-RJ 2.

Nesta segunda-feira (7), Grêmio e Sport completam a trigésima quarta rodada, às 20 horas na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *