LAVAMOS A ALMA!!!

O mesmo Mineirão que viu o desastre do 7 a 1 contra a Alemanha, a 2 anos e 4 meses, viu uma seleção que empolgou e teve até grito de olé contra os argentinos de Messi.

Antes do início do jogo, uma homenagem ao Capita, Carlos Alberto Torres, morto, em 25 de outubro.

Daniel Alves com 99 jogos vestiu a camisa de número 4.

A Argentina começou melhor, foi uma pressão.

Biglia chutou forte, e o goleiro Alisson fez grande defesa.

Mas, aos 24 minutos do primeiro tempo, Philippe Coutinho recebeu na direita, puxou para o meio, carregou a bola e chutou forte.

A bola foi no ângulo esquerdo do goleiro Romero.

Brasil 1 a 0.

Aos 45 minutos do primeiro tempo, marcado por Otamendi, Gabriel Jesus recebeu, girou e deu lindo passe em profundidade para Neymar.

O craque entrou na área pelo lado esquerdo e tocou na saída do goleiro Romero.

Brasil 2 a 0.

Foi o gol de número 50 de Neymar com a camisa da seleção brasileira.

Aos 13 minutos do segundo tempo, Marcelo cruzou pelo lado esquerdo, a bola ficou com Renato Augusto na direita, que tocou para o meio da área, e Paulinho apareceu para afundar as redes do goleiro Romero.

Brasil 3 a 0.

O placar poderia ter sido maior, mais valeu pelo espetáculo proporcionado aos mais de 53 mil torcedores em Belo Horizonte.

O Brasil se manteve na liderança, um ponto à frente do Uruguai (24 a 23), e a Argentina também permaneceu na mesma posição: a sexta, fora da zona de classificação para a Copa do Mundo de 2018.

Na próxima terça-feira (15), a Seleção de Tite vai a Lima enfrentar o Peru, enquanto os hermanos receberão a Colômbia, desesperados por uma vitória.

Final, Brasil 3 Argentina 0.

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *