JUVENTUDE VENCEU E ENCOSTOU NO G-4

Três jogos deram sequência à vigésima primeira rodada da Série B e só o Juventude saiu como vencedor na noite desta sexta-feira (18).

Em Caxias do Sul, o time gaúcho levou a melhor para cima do Vila Nova e venceu por 1 a 0.

Com a vitória no duelo direto pelas primeiras posições, o Juventude colou no G-4 com 34 pontos, um a menos que o Dragão, terceiro colocado.

Em Criciúma e Goiânia, os confrontos terminaram empatados em 1 a 1 tanto para Criciúma X Oeste, quanto para Goiás X América-MG.

No Alfredo Jaconi, o Juventude contou com o faro de gol apurado de Tiago Marques, artilheiro da competição, para bater o Vila Nova.

Apesar do domínio do Vila Nova na maior parte do tempo, o time de Caxias do Sul segurou a pressão e se mostrou cirúrgico para vencer a partida.

Aos 34 minutos do segundo tempo, Tiago Marques aproveitou escanteio e, após desatenção da defesa, empurrou para definir a partida, 1 a 0.

Goiás e América-MG saíram do Olímpico Pedro Ludovico empatados pelo mesmo placar.

Os gols da partida foram marcados na reta final do primeiro tempo.

Aos 37 minutos do primeiro tempo, Luan colocou o time mineiro na frente, após cobrança de escanteio de Renan Oliveira.

O Esmeraldino respondeu aos 45 minutos do primeiro tempo com Gustavo, que aproveitou a confusão dentro da área para igualar o duelo.

Com a expulsão de Vitor Bolt aos dois minutos do segundo tempo, o Coelho passou a pressionar em busca da vitória, mas a igualdade persistiu até o apito final.

Líder da Série B com 40 pontos, o América-MG pode ver a vantagem para o vice-líder diminuir para apenas um ponto, caso o Internacional supere o ABC neste sábado (19).

Separados por apenas dois pontos na tabela de classificação, Criciúma e Oeste protagonizaram um confronto direto no Heriberto Hülse.

Apesar da maior posse de bola, o Tigre não conseguiu furar o bloqueio defensivo da equipe paulista e o primeiro tempo terminou zerado.

Na etapa final, os donos da casa saíram na frente aos 20 minutos do segundo tempo com Diego Giaretta de falta, mas não conseguiu segurar a vantagem até o final.

Aos 38 minutos do segundo tempo, Mazinho não perdoou saída errada de Barreto e deixou tudo igual, 1 a 1.

Reportagem: CBF.com.br

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *