INTER NA LIDERANÇA

O Inter conseguiu manter os 100% de aproveitamento na Primeira Liga.

Mas só construiu a vitória por 3 a 1 de virada sobre o Criciúma após Nino ser expulso.

Após um primeiro tempo fraco tecnicamente, os mandantes abriram o placar aos 42 minutos do primeiro tempo, com Flávio aproveitar o rebote.

Na etapa final, o Colorado aproveitou o espaço deixado pelo vermelho de Nino e empilhou gols.

O primeiro aos 26 minutos do segundo tempo.

Andrigo bateu escanteio e Cláudio Winck precisou de duas tentativas para marcar.

Aos 30 minutos do segundo tempo, Andrigo aproveitou lançamento feito por Neris, driblou o adversário e ampliou.

No minuto seguinte, Diego recebeu de Juan e chutou sem chances a Eduardo Babiuk.

No fim, Valdemir foi expulso e os times ficaram com 10 jogadores, mas o Criciúma não teve mais condições de buscar o resultado.

O desentrosamento ficou nítido.

As duas formações reservas culminaram em um primeiro tempo de pouca qualidade.

Erros de passes e lances estranhos foram a tônica da etapa inicial.

Aos 13 minutos, Bessa recuou para Eduardo, que deixou a bola passar por baixo do seu pé.

Por sorte, a viu acertar a trave.

O Criciúma marcou o único gol da partida aos 42 minutos do primeiro tempo.

Carlos Eduardo recebeu livre na direita e chutou.

A bola acertou a trave.

No rebote, Flávio mandou para o fundo das redes.

A etapa final foi bem melhor que o primeiro tempo.

Após a expulsão de Nino, foi verdade.

O zagueiro levou o segundo amarelo após falta em Cláudio Winck.

O espaço acabou crucial para a virada.

Winck abriu o placar na segunda chance, após cabecear escanteio batido por Andrigo aos 26 minutos do segundo tempo.

Quatro minutos depois, Andrigo recebeu lançamento de Neris, cortou o marcador e ampliou.

E, no minuto seguinte, Diego foi acionado por Juan e deu números finais ao jogo.

Valdemir acabou expulso já no fim do confronto, aos 38 minutos do segundo tempo, mas o Criciúma não tinha mais forças para buscar a igualdade.

No primeiro tempo, Eduardo Babiuk protagonizou uma patacoada.

Aos 13 minutos do primeiro tempo, Bessa recuou para o goleiro, que deixou a bola passar por baixo do seu pé.

Por sorte, a viu acertar a trave.

Andrigo aproveitou a chance e mostrou que pode ser uma alternativa no grupo de Antônio Carlos Zago.

Interessado, correu, armou e driblou.

Cobrou o escanteio para o gol de Cláudio Winck e teve a atuação coroada com o gol após lançamento de Neris.

Final, Criciúma-SC 1 Internacional-RS 3.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptado: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *