HAMILTON VENCEU, MAS NICO AINDA TEM VANTAGEM

O GP do Brasil começou com o Safety Car que ficou por 7 voltas na pista.

A chuva era forte no início.

Depois que cessou um pouco, foi dada a largada com Hamilton dando ritmo a corrida.

Max Verstappen fez uma ultrapassagem sobre Kimi Raikkonen.

Assumindo a terceira posição.

Logo na primeira volta valendo, Magnussen foi para os boxes trocar os pneus de chuva extremo para os intermediários. Alonso, Bottas, Button, Magnussen, Vettel, Kvyat, Palmer e Ericsson seguiram a mesma escolha do dinamarquês.

Na volta de número 13, o piloto sueco Marcus Ericsson bateu na subida da reta e parou entrada dos boxes.

O Safety Car entrou mais uma vez na pista.

Na volta de número 19, assim que o Safety Car saiu, Kimi Raikkonen bateu na reta principal.

Bandeira vermelha, a prova ficou parada.

Depois de 34 minutos de interrupção, os carros partiram atrás do safety car, para a relargada.

Na volta de número 46, Verstappen colocou de lado e ultrapassou Nico Rosberg na reta oposta logo após a relargada.

Bela manobra por fora do jovem piloto da RBR.

Verstappen, que relargou lá de trás, já havia ultrapassado Bottas, Ricciardo, Ocon e Nasr.

Depois fez duas outras ultrapassagens por Sebastian Vettel e Sérgio Perez.

Chegando na terceira posição.

Nico Rosberg foi o segundo e Lewis Hamilton venceu o GP do Brasil pela primeira vez, e levou a decisão para o GP de Abu Dhabi.

Hamilton chegou a 52 vitórias na carreira, superando Alan Prost e tendo apenas Michael Schumacher.

Felipe Nasr faz incrível corrida, chega em nono e ultrapassa a Manor no mundial de construtores.

Com 46 voltas para o fim da prova, existiu uma enorme possibilidade de a corrida terminar por tempo, em vez de voltas.

O limite máximo são de 4 horas, e naquele momento já havia 1h30 de prova e sequer chegado na metade.

Somando as duas bandeiras vermelhas, 59 minutos ficaram de pista vazia.

Felipe Massa teve 5 pódios e duas vitórias em Interlagos.

O piloto brasileiro carregou a bandeira do Brasil nas costas junto com o capacete.

Felipe Massa foi ovacionado pelo time inteiro de Ferrari, Williams e Mercedes.

reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *