GRÊMIO VENCEU E DIMINUIU VANTAGEM

Grêmio e Santos seguem à caça do líder Corinthians.

Na abertura da décima quinta rodada do Brasileirão, tanto o Tricolor quanto o Alvinegro praiano venceram nos jogos iniciados às 19h30 desta quarta-feira (19).

Vice-líder, o Grêmio superou o Vitória por 3 a 1 em Salvador, emendou a terceira vitória consecutiva e chegou a 31 pontos.

Na terceira posição com 27 pontos, o Peixe fez o dever de casa e bateu a Chapecoense por 1 a 0 em Santos.

No Estádio Manoel Barradas, o Grêmio dominou o primeiro tempo e foi para o intervalo com a vitória parcial de 2 a 0.

Logo no início da partida, aos 7 minutos do primeiro tempo, Fernandinho sofreu falta perto da área, cobrou com categoria e abriu o placar: 1 a 0.

Aos 43 minutos do primeiro tempo, em boa trama coletiva, Arthur tocou na saída de Fernando Miguel e ampliou a vantagem gaúcha, 2 a 0.

Na etapa final, o Leão chegou a descontar aos 12 minutos do segundo tempo com David, de cabeça.

Aos 17 minutos do segundo tempo, porém, o Grêmio esfriou a possível reação baiana e sacramentou a vitória em belo chute de Ramiro: 3 a 1.

Na Vila Belmiro, a Chapecoense tentou surpreender o Santos e foi para cima desde o início.

Com duas grandes defesas de Vanderlei, o Peixe segurou a pressão inicial dos visitantes, e o placar permaneceu zerado na primeira etapa.

Na volta do intervalo, a Chape emplacou nova blitz e carimbou o travessão aos dois minutos com Seijas.

Na sequência, o Santos respondeu e foi para cima.

Apesar das quatro oportunidades claras de gol, Jandrei se destacou e salvou a equipe catarinense.

Aos 15 minutos do segundo tempo, o goleiro da Chapecoense foi driblado por Vecchio que, mesmo sem ângulo, finalizou e colocou o Peixe na frente, 1 a 0.

Aos 39 minutos do segundo tempo, a Chapecoense por pouco não empatou com Túlio de Melo, mas Vanderlei se esticou todo e garantiu a vantagem santista.

O Corinthians segue líder isolado e invicto no Brasileirão 2017, mas queimou parte da gordura que detém na ponta da tabela.

Nesta quarta-feira (19), após Grêmio e Santos abrirem a décima quinta rodada com vitórias, o Corinthians entrou em campo na Ressacada, em Florianópolis, e empatou com o Avaí em 0 a 0.

Com o resultado, o Timão chega a 37 pontos e vê a distância para vice-líder diminuir para seis.

No outro jogo iniciado às 21 horas, a Ponte Preta fez valer o mando de campo e goleou o Coritiba por 4 a 0 em Campinas.

Na Ressacada, apesar do elevado número de finalizações, o marcador permaneceu zerado na primeira etapa.

Ao todo foram 12 tentativas a gol do Corinthians e oito do Avaí, mas sem levar muito perigo aos gols de Cássio e Douglas, que pouco trabalharam.

Na volta do intervalo, as duas equipes continuaram em busca do gol, criaram chances, mas não balançaram as redes.

Na oportunidade mais clara do Avaí, Simião tentou completar cruzamento de Leandro Silva, aos nove minutos, mas a bola bateu na coxa do jogador e subiu.

O Corinthians também pressionou a meta catarinense, mas o duelo terminou sem gols.

No Moisés Lucarelli, a Ponte Preta fez valer o mando de campo e venceu o Coritiba.

A Macaca abriu o placar aos 15 minutos do primeiro tempo.

Léo Artur aproveitou saída de bola errada de Edinho, invadiu a área e chutou com força para fazer 1 a 0.

No segundo tempo, a Ponte Preta repetiu a dose e ampliou aos 15 minutos do segundo tempo.

Sheik recebeu lançamento e, de primeira, finalizou para superar o goleiro Wilson e fazer 2 a 0.

Aos 38 minutos do segundo tempo, Lucca deixou o dele e fez o terceiro da Ponte.

Na reta final, aos 43 minutos do segundo tempo, Sheik balançou as redes novamente e fechou a goleada em 4 a 0.

Válidos pela décima quinta rodada, três jogos iniciados às 21h45 fecharam a quarta-feira (19) de Série A.

Em duelo agitado no Rio de Janeiro, Flamengo e Palmeiras empataram em 2 a 2.

No Morumbi, o São Paulo acabou com o jejum de 40 dias sem vitórias ao bater o Vasco por 1 a 0.

Já em Belo Horizonte, o Atlético/MG foi surpreendido pelo Bahia, que contou com dois gols de Juninho para vencer por 2 a 0.

No Estádio Luso Brasileiro, Flamengo e Palmeiras protagonizaram um duelo movimentado com dois gols para cada lado.

As redes só balançaram na primeira etapa. Empurrado pela torcida, o Rubro-negro carioca saiu na frente aos 7 minutos do primeiro tempo com Pará.

O lateral-direito recebeu de Guerrero e finalizou cruzado para fazer 1 a 0.

O Verdão respondeu aos 31 minutos do primeiro tempo com Willian.

O atacante recebeu lançamento de Zé Roberto e tocou na saída do goleiro Thiago: 1 a 1.

Aos 42 minutos do primeiro tempo, veio a virada palmeirense.

Em velocidade, Rogér Guedes arrancou e aproveitou passe de Mina em profundidade para fazer 2 a 1.

No minuto seguinte, aos 44 minutos do primeiro tempo, Guerrero ganhou a disputa de corpo com Luan e igualou a partida 2 a 2.

No segundo tempo, Diego teve a chance de garantir o triunfo carioca, mas acabou desperdiçando a cobrança de pênalti defendida por Jailson.

No Independência, o Bahia surpreendeu o Atlético-MG e venceu com um gol em cada tempo.

O primeiro saiu aos 12 minutos com Juninho.

O volante cobrou pênalti com força e superou o goleiro Victor.

A vantagem foi ampliada na reta final da partida.

Aos 42 minutos do segundo tempo, Juninho repetiu a dose e sacramentou a vitória baiana.

Em contra-ataque mortal, o meia marcou um golaço de fora da área e fechou o marcador: 2 a 0.

No Morumbi, o São Paulo bateu o Vasco com um gol relâmpago de Lucas Pratto. Logo no primeiro minuto de jogo, o atacante argentino recebeu de Cueva e finalizou rasteiro para marcar o que seria o único e decisivo gol da partida.

Com o triunfo, o Tricolor paulista chega a 15 pontos, segue na zona de rebaixamento, mas acaba com o jejum de 40 dias sem vitórias.

Reportagem: CBF.com.br

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *