Goleada do Braga

Bragantino volta a vencer, goleia o Operário-PR e segue na liderança da Série B do Brasileiro.

Massa Bruta não dá chances para o Fantasma, faz dois gols no primeiro tempo, com Matheus Peixoto e Léo Ortiz, e fecha o placar no fim, com Bruno Tubarão e Ytalo.

Braga vence após três jogo e quebra embalo do Operário-PR.

O Bragantino reencontrou as vitórias e goleou o Operário-PR, por 4 a 0, nesta segunda-feira (12), no Nabi Abi Chedid, na abertura da décima sexta rodada da Série B do Brasileiro.

Após três jogos sem ganhar, o Massa Bruta dominou a partida e abriu vantagem no primeiro tempo, com gols de Matheus Peixoto e Léo Ortiz.

Na etapa final, o Braga controlou o jogo, sofreu poucos sustos do Fantasma e fechou o placar no fim, com Bruno Tubarão e Ytalo.

Vitória que garante o Bragantino na liderança e quebra o embalo do Operário-PR, que vinha de duas vitórias.

Com o resultado, o Bragantino permanece na liderança, agora com 31 pontos.

O Operário-PR fica momentaneamente em décima primeira posição, com 21 pontos, mas pode cair até duas posições com o complemento da rodada.

Os dois times só voltam a jogar na próxima semana, pela décima sétima rodada da Série B.

O Bragantino visita o Criciúma na próxima segunda-feira (19), às 20 horas (horário de Brasília), no Heriberto Hülse.

O Operário-PR joga somente no dia 20 de agosto, terça-feira, quando recebe o Guarani, às 19h15 (horário de Brasília), no Germano Krüger.

O Bragantino vinha de três jogos sem ganhar, sendo dois sem marcar gols.

O jejum foi quebrado aos 15 minutos do primeiro tempo, com Matheus Peixoto.

Léo Ortiz ampliou aos 28 minutos do primeiro tempo.

Na segunda etapa, os gols saíram no fim: Bruno Tubarão fez o terceiro, aos 42 minutos do segundo tempo, e Ytalo fechou a conta, aos 45 minutos do segundo tempo.

O Bragantino começou em cima e quase abriu o placar aos 7 minutos do primeiro tempo, quando Ytalo mandou de cabeça e acertou a trave.

O gol saiu aos 15: Matheus Peixoto aproveitou a liberdade na área e chutou para marcar o primeiro do Braga.

O segundo veio também na bola na área, aos 28 minutos do primeiro tempo: após escanteio cobrado, Léo Ortiz ampliou.

Após os gols, o Bragantino diminuiu o ritmo, e o Operário-PR pouco fez.

A melhor chance dos paranaenses foi aos 45 minutos do primeiro tempo, em chute de Edson Borges que passou perto do travessão.

Pouca coisa mudou no segundo tempo.

O Bragantino seguiu controlando as ações e quase ampliou.

Aos 11 minutos do segundo tempo, Ytalo tentou tirar de André Luiz, mas parou no goleiro.

O camisa 1 do Operário-PR ainda fez duas defesas seguidas, em chute de Barreto e rebote de Matheus Peixoto.

O Fantasma chegou a esboçar uma reação e acertou a trave com Cléo Silva, mas ficou nisso.

No fim, o Bragantino liquidou o placar: Bruno Tubarão fez o terceiro, aos 42 minutos do segundo tempo, e Ytalo fechou a conta, aos 45 minutos do segundo tempo.

O Operário-PR vinha de duas vitórias seguidas, começava a mirar o G-4, mas viu o embalo terminar diante do líder da Série B do Brasileiro.

O Fantasma teve alguns problemas com suspensos e até mesmo atletas com virose no elenco, obrigando o técnico Gerson Gusmão a fazer seis mudanças no time titular.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *